CLINT EASTWOOD - Grande ator de faroestes (e inspirador de quadrinhos)

CLINT EASTWOOD - Grande ator de faroestes (e inspirador de quadrinhos)

CLINT EASTWOOD - O gênero "western" já propiciou grandes filmes na história do cinema, sendo praticamente o gênero mais antigo, cujos primeiros filmes remontam ao início do século XX, portanto, têm mais de 100 anos. E grandes atores interpretaram os mais diferentes heróis, brancos e índios, cujos filmes ficarão sempre em nossa memória.

Entre esses grandes atores, destacamos Clint Eastwood, ainda vivo e, seguramente, um dos mais competentes entre todos, inclusive tendo dirigido vários de seus filmes. Mostro aqui uma expressiva caricatura de Clint, o qual merece - sem dúvida - as homenagens de todos os amantes dos quadrinhos. Várias histórias quadrinizadas tiveram Clint como inspiração. O tipo criado por ele - o pistoleiro sem nome - nos filmes de Sergio Leone, o grande diretor italiano, tornaram-se paradigma para os westerns que vieram em seguida, e passou a ser também base para heróis que surgiram nas décadas seguintes: geralmente pistoleiros violentos, misteriosos, sem família e sem projetos para o futuro.

Há poucos dias, lendo uma das notáveis edições de TEX - de Gianluigi Bonelli e Aurelio Galleppini, deparei-me com uma matéria contida em suas páginas iniciais, em que Graziano Frediani registra, entre outros aspectos, a influência na história, exercida pelo "Homem sem Nome", o personagem imortalizado nas telas pelo grande ator Clint Eastwood

A história, no caso, é do TEX Gigante nº 9 da Mythos Editora - "O Cavaleiro Solitário", com argumento de Nizzi, em que TEX, por força das circunstâncias, se investe de todas características do Homem sem Nome, numa história vigorosa, certamente uma das melhores vividas por TEX.

Nesta caricatura que aqui publico ilustrando o item, extremamente fiel à figura de Clint (consta como origem: apenas copyright jmborot.com), aliás, muito bem-humorada, podemos identificar claramente os traços inconfundíveis do Homem sem Nome, que nasceu da criatividade de Sergio Leone. Fica aqui minha homenagem a esses dois gigantes do cinema: um grande ator - Clint, e um grande diretor - Sergio.  

E Clint não ficou por aí, cresceu explodiu. Atuou em inúmeros outros filmes de aventuras, westerns, de guerra, policiais, dramas, e tornou-se diretor de outros grandes faroestes, quais sejam: 

- O Estranho sem Nome (High Plains Drifter) - um western com um fundo sobrenatural, que se torna cada vez melhor à medida que o tempo passa;

- Josey Wales, o Fora-da-Lei (The Outlaw Josey Wales) - um grande western, vigoroso, magnífico, para muitos seu melhor western; 

- O Cavaleiro Solitário (Pale Rider) - claramente inspirado em Shane (de George Stevens), uma revisão de boa qualidade; 

Os Imperdoáveis (Unforgiven) - um western gigantesco, vencedor do Oscar.

Sem dúvida uma carreira vitoriosa, e hoje divide com John Wayne o topo da lista dos grandes atores/diretores de westerns.

                                          Abaixo, a capa de TEX GIGANTE nº 9,                                                                              

                                        uma belíssima ilustração de Joe Kubert                                                 E, Clint, o Homem sem Nome             

                                                

                                    Acervo: http://70-anos-de-gibis                                                  www.pinterest.com