ANJO (Aventuras do) - RGE - nº 34 - Década 1960 - de Álvaro Aguiar - Desenhos de Flavio Colin

ANJO (Aventuras do) - RGE - nº 34 - Década 1960 - de Álvaro Aguiar - Desenhos de Flavio Colin

AVENTURAS DO ANJO - nº 34 - Década 1960 - Um gibi típico dos anos 1940/50, contendo histórias policiais, com o personagem ANJO, sempre lembrado pelos leitores da época. Tratava-se de um personagem genuinamente brasileiro, a exemplo de Jerônimo, o Herói do Sertão, também já abordado neste site, com gibis publicados e vários comentários.

Aliás, tanto Jerônimo (criação de Moysés Weltman), quanto O Anjo (criação de Álvaro Aguiar), eram programas radiofônicos da Rádio Nacional do Rio de Janeiro e fizeram enorme sucesso no final da década de 1940, estendendo-se pela década de 1950 e primeiros anos da década de 1960. Vale registrar que estamos falando de aproximadamente 1948, 1949, quando não tínhamos televisão no Brasil. Assim, tudo a seu tempo. 

As "novelas" radiofônicas eram muito populares e mesmo com o advento da TV, esta demorou anos para sua interiorização no país, o que só ocorreu efetivamente já na década de 1970, e o rádio continuou, durante todo esse tempo, com enorme poder de penetração.

O Anjo era roteirizado por Péricles do Amaral, tendo sido, transposto para os quadrinhos com desenhos de Flavio Colin e Walmir Amaral, em publicação pela RGE, que também publicava Jerônimo.

O gibi "Aventuras do Anjo" trazia os personagens "O Anjo", um norte-americano milionário que decidiu combater o crime e que contava com seus empregados (auxiliares) Metralha, Gorila e Campeão.

Sem dúvida, O Anjo foi um grande sucesso, tanto na radionovela quanto no gibi, constituindo-se em um marco da criação brasileira, o que se aplica também a Jerônimo. Ambos angariaram uma legião de admiradores e até hoje, mais de sessenta anos depois, são lembrados com saudades pelos leitores que tiveram algum contato com os personagens à época.

"Aventuras do Anjo" - Um gibi memorável !!!

 

                                                    Abaixo, o grande Flavio Colin

                                       

                                                        www.universohq.com

 

Matéria produzida em 2015, revista em 2019.