REIS DO WESTERN - Almanaque - Editora Laços - 2017 - Revivendo o Velho Oeste

REIS DO WESTERN - Almanaque - Editora Laços - 2017 - Revivendo o Velho Oeste

REIS DO WESTERN - Almanaque - Edição de 2017. Trata-se de um gibi/revista nos moldes do nº 01 lançado em 2016, e que já faz parte deste site, pelo desenhista italiano radicado no Brasil: Primaggio Mantovi. 

 

Primaggio tenta e consegue manter viva a memória de nossos gibis sobre o Velho Oeste americano, que alcançaram enorme sucesso no Brasil, nas décadas de 1940, 1950 e parte da década de 1960

 

Primaggio editou a partir de 2013, os chamados "Almanaques de Rocky Lane", chegando ao nº 10, o que realmente é louvável para a época que vivemos, em que nossos heróis do faroeste andam meio esquecidos. Agora, já está na 2a. edição de Reis do Western. 

 

Reis do Western - Almanaque - tem 98 páginas, no formato do gibi americano, em papel de primeira qualidade e com uma capa muito bem elaborada, apresentando inúmeras informações sobre atores, heróis, séries de TV e filmes westerns. Foca quatro personagens dos mais carismáticos do Velho Oeste: Johnny Mac Brown, Wyatt Earp, Rocky Lane e Monte Hale, com a publicação de uma história em quadrinhos, em preto-e-branco, de cada um deles. 

 

Contém, ainda, uma belíssima história em quadrinhos de White Indian (O Índio Branco) com magníficos desenhos de Frank Frazetta.

 

É invejável a disposição de Primaggio, investindo nessas publicações, hoje admiradas quase somente por colecionadores e estudiosos do assunto. É, em síntese, uma memorável edição de quadrinhos sobre o Velho Oeste.

 

Publico aqui o endereço de e-mail de Primaggio, caso haja interesse em contatá-lo: primaggio@gmail.com 

 

 

Vejam, abaixo, o belíssimo cartaz da última contra-capa do gibi, sobre o western 

            SHANE - Os Brutos Também Amam (1953), de George Stevens                                                              

 

                           

                                                                             Acervo: www.70-anos-de-gibis