Cartazes, Fotos e Informações sobre Filmes e Seriados relacionados a GIBIS - este módulo confirma a estreita relação entre filmes e gibis

Autor: Afonso - contato: 70anosdegibis@gmail.com

Registre, por favor, seus comentários pelos ícones "Contate-nos" ou "Livro de Visitas".   

............................................................................................................................................................................................ 

Iniciei em 07.05.2015, este novo segmento do site, atendendo pedido de internautas. 

Muitos gibis relacionados a filmes já se encontravam publicados, com vários comentários e imagens, nos módulos "Curiosidades sobre Gibis", "Contribuições dos Internautas", "Produtos - Acervo" e "Álbuns de Figurinhas, onde continuarão com as mesmas informações, sem alterações ou migração para este local. Há abordagens, também, no módulo "Página Luis Peix", que se limitam basicamente à capa do gibi e uma ou outra página (vejam as relações dos filmes, por módulo, na Parte II abaixo).

 
....................................................................................................................................................................................................................................................

Os textos são todos de minha autoria e poderão ser reproduzidos, bastando uma simples consulta prévia para autorização caso a caso, via o e-mail: 70anosdegibis@gmail.com  e, quando divulgados, deverá ser citada a fonte - http//:70-anos-de-gibis.webnode.com

...................................................................................................................................................................................................................................................
 

IMPORTANTE: Este site não tem qualquer objetivo comercial, não tem resultado econômico-financeiro e visa apenas a DIVULGAÇÃO e a PRESERVAÇÃO da memória dos gibis. As fotos e ilustrações aqui publicadas são de domínio público, com farta publicação na internet; e muitas foram por mim produzidas com base no acervo que possuo. 

Em decorrência, não há qualquer ganho financeiro para o site nas divulgação das imagens aqui publicadas - cartazes, lobby cards, fotos de cenas dos filmes e dos atores - cujo ganho é, na verdade, dos próprios editores, autores e produtores, ganho este oriundo da divulgação gratuita que faço. 

............................................................................................................................................................................................

Observação em 18.01.2016

Decorridos oito meses desde o início deste módulo - sugerido por um internauta - registro que ele se transformou em um dos mais consultados deste site, demonstrando que uma boa ideia quando executada traz, sem dúvida, um bom resultado.  

 

                              Image result for cinema e gibi

                                Turma da Mônica, de Maurício de Sousa

                                              www.amipersonali.com

Agradeço a todos, afonso

 
..............................................................................................................................................................................................................................

..............................................................................................................................................................................................................................

 

PARTE I

ITENS-RESUMO (cada um dos itens está desenvolvido adiante - PARTE III) 

- Vejam, a seguir, belos gibis de meu acervo, relacionados a filmes e seriados:

1 - OS BRUTOS TAMBÉM AMAM - Shane (1953)

 Gibi da Ed. Outubro, na capa desenho de Flávio 

                                                                                                        Colin lembrando o duelo final do filme

 Acima, gibi da Ediex - na capa: Alan Ladd, Jean Arthur e Van Heflin (ao fundo as Grand Tetons)

2 - O ANJO e o BANDIDO - Angel and the Badman (1947)

 Gibi da Ediex - na capa: John Wayne e Gail Russell 

3 - VINGANÇA QUE SE DESVANECE - Sierra Passage (1950)

 Gibi da Ediex - na capa: Wayne Morris e seu personagem ainda criança (desenhos improvisados)
 

4 - GALANTE e SANGUINÁRIO - 3:10 to Yuma (1957) 

 Gibi da Ediex - na capa: Glenn Ford e Van Heflin (um belo desenho)
 

5 - MARCHA DE HERÓIS - The Horse Soldiers (1959)

 Gibi da Ebal - na capa: John Wayne e William Holden (idêntica ao cartaz do filme)
 

6 - MATT DILLON - Gunsmoke (1960)

 Gibi da Ebal - na capa: James Arness
 

7 - CARAVANA DO OURO - Virginia City (1940)

Gibi da Ediex - na capa: Miriam Hopkins e Errol Flynn
 

8 - FORTE APACHE ou SANGUE DE HERÓIS - Fort Apache (1948)

 Gibi da Ediex - na capa- cena do filme (desenho) e Rodolfo Acosta (Jerônimo)
 

9 - DUELO DE TITÃS - Last Train from Gun Hill (1959)

  STAR CINE AVENTURES! - França - nº 40 - Maio 1960 - Duelo de Titãs   
                                                                                                         Gibi da Ebal - na capa: Kirk Douglas, 
                                                                                                         Earl Holliman, Anthony Quinn  e  Carolyn Jones
Acima: Gibi da Ediex / Star Ciné Aventures! - na capa: Kirk Douglas (de costas) e Anthony Quinn (desenhos)
 

10 - HATARI ! (1962)

     
                                                         Gibi da Ediex - na capa: John Wayne e cena do filme (desenho)
Gibi da Ed Gráfica O Cruzeiro - cena de Hatari ! (desenho)
 

11 - MATAR ou MORRER - High Noon (1952)

 Gibi da Ediex - na capa:Gary Cooper e cena do filme
 

12 - ARIZONA  (1940)

  Gibi da Ediex: na capa: Yvonne de Carlo (ao fundo - cena de Matar ou Morrer)
 

13 - O PRÍNCIPE VALENTE - Prince Vaillant (1954)

    Gibi da Dell - USA - na capa: Robert Wagner
Gibi da Ed Lord Cochrane - O Príncipe Valente (desenho)
 

14 - MOBY DICK (1956) 

Gibi da Ebal - na capa: Gregory Peck
 

15 - TARZAN e A EXPEDIÇÃO PERDIDA - Tarzan and the Lost Safari (1957)

Gibi da Ediex - na capa: Gordon Scott e Eve Brent (cena de outro filme: Tarzan e a Tribo Nagasu)
 

16 - SPARTACUS (1960)

 Gibi da Ebal - na capa: Kirk Douglas e cenas do filme
 

17 - A ARMA DE UM BRAVO - Gun Glory (1957)

 Gibi da Ebal - na capa: Stewart Granger e cena do filme
 

18 - UM DE NÓS MORRERÁ - The Left Handed Gun (1958)  

Gibi da Ebal - na capa:  Paul Newman e cena do filme
 

19 - KIT CARSON (1940)

    
                                                        Gibi da Ebal - na capa: Kit Carson (desenho)
Gibi da Ediex - na capa: Dana Andrews e Jon Hall
 

20 - DICK TRACY (1990)

 Gibi da RGE - na capa: Dick Tracy (desenhos originais)
 

21 - GUNGA DIN (1936)

Gibi da Ediex - na capa: Cary Grant e ao fundo: o personagem Gunga Din. (desenhos)
 

22 - RIO VERMELHO - Red River (1948) 

 Gibi da Ediex - na capa:Joanne Dru, Montgomery Clift e John Wayne
 

23 - SANGUE DE BÁRBAROS - The Conqueror (1956) 

 Gibi da Ebal - na capa: John Wayne e cenas do filme

24 - COMBATE ! - Combat ! (1962)

Gibi da Ed. Gráfica O Cruzeiro - na capa: Cena de guerra (desenho) 
 

25 - O AGENTE DA "U.N.C.L.E." - The Man from U.n.c.l.e. (1964) 

 Gibi da Ebal  - na capa: Robert Vaughn, com a arma, e David McCallum

26 - BAT MASTERSON (1958)

Cibi da Ebal - na capa: Gene Barry
 

27 - MAVERICK (1957) 

Gibi da Ed Gráfica O Cruzeiro - na capa: Maverick (desenho)
 

28 - O CAMINHO DO DIABO - Devil's Doorway (1950)

Gibi da Ediex - na capa: cena do filme c/ Robert Taylor 
 

29 - A LEI DO MAIS VALENTE - Yellowstone Kelly (1959)

  Gibi da Dell - na capa Clint Walker, Andra Martin 
                                                                                                       e Edward Byrnes
  Gibi da Ediex - na capa: Clint Walker e Andra Martin
 

30 - WINNETOU (1962)

 Gibi da Ediex - na capa: Pierre Brice (desenho de alto nível)
 

31 - A CONQUISTA DO OESTE - How the West was won (1962)

 Gibi da Ebal - na capa: Cenas do filme
 

32 - KING KONG (1933)

 Gibi da Ebal - na capa: King Kong
 

33 - WYATT EARP - série TV (1955) 

 Gibi da Ebal - na capa: Hugh O'brien
 

34 - GATILHO RELÂMPAGO - The Fastest Gun Alive (1956)

Gibi da Ebal - na capa: Glenn Ford
 

35 - HOMEM ATÉ O FIM - The Kentuckian (1955)

Gibi da Ediex - na capa: Burt Lancaster
 

36 - O GRANDE MOTIM - Mutiny on the Bounty (1962)

 Gibi da Ebal - na capa: Marlon Brando e cenas do filme 

 

37 - TRAIÇÃO DE IRMÃO - Badlands of Dakota (1941)

Gibi da Ediex - na capa: Robert Stack e Broderick Crawford
 

38 - O ÚLTIMO MALFEITOR (ou CADA CRIME TEM SEU PREÇO) - Bad Men of Tombstone (1949)

 Gibi da Ediex - na capa: Barry Sullivan e Broderick Crawford
 

39 - O HOMEM DO OESTE - Man from the West (1958)

 Gibi Star Ciné Aventures! - França. Na capa: Gary Cooper e Julie London
 

40 - O PIRATA SANGRENTO - The Crimson Pirate (1952) 

 Gibi da Ediex - na capa: Burt Lancaster e a belíssima Eva Bartok
 

41 - O GAVIÃO E A FLECHA - The Flame and the Arrow  (1950)

Gibi da Ediex - na capa: Burt Lancaster 

 

42 - BONANZA (1959)  

Gibi da Ed. Gráfica O Cruzeiro - na capa: Pernell Roberts e Dan Blocker (a cavalo); Lorne Greene e Michael Landon
 

43 - SCARAMOUCHE (1952)

 Gibi da Ediex - na capa: Stewart Granger e, ao fundo, Eleanor Parker (desenhos)
 

44 - GARFIELD (2004) 

 Gibi da Cedibra - na capa: Garfield
 

45 - LANCEIROS DA ÍNDIA - The Lives of a Bengal Lancer (1935)

 Gibi da Ebal - na capa: tudo indica que são os atores Warren Stevens e Philip Carey 

46 - CÉU AMARELO - Yellow Sky (1948)

Gibi da Ediex - na capa: Gregory Peck
 

47 - VINGANÇA NO CORAÇÃO - Trooper Hook (1957)

Gibi da Ediex - na capa: Barbara Stanwyck e Joel MacCrea
 

48 - OLHANDO A MORTE DE FRENTE - Rocky Mountain (1950)

Gibi da Ediex - na capa: Errol Flynn e Patrice Wymore
 

49 - ROBOCOP (1987) 

Gibi da Ed. Abril - na capa: Robocop
 

50 - A BELA E O RENEGADO - Ride Vaquero! (1953)

Gibi da Ediex - na capa: Ava Gardner e Robert Taylor - ao fundo: Anthony Quinn
 

51 - THOR - O Mundo Sombrio - THOR - The Dark World (2011)

THOR - O Mundo Sombrio - Marvel - Panini Comics - 2013Gibi da Panini - na capa: Chris Hemsworth 
 

52 - A MÁSCARA DO ZORRO (1998) - The Mask of Zorro 

    Gibi da Panini Comics - na capa: Zorro

Gibi da Ediex - na capa: Zorro (apenas como lembrança; trata-se de um antigo filme da década de 1930.

 

53 - A RAINHA DE VÊNUS - Queen of Outer Space (1958)

Gibi da Ediex - na capa: Zsa Zsa Garbor (desenho)
 

54 - O ÁLAMO - The Alamo (1960) 

Gibi da Ediex - na capa: John Wayne

55 - NO TEMPO DAS DILIGÊNCIAS - Stagecoach (1939)

 Gibi Star Ciné Aventures! - França - na capa: John Wayne (cena de Hondo)

56 - WINCHESTER 73  (1950) 

 Gibi da Ediex - na capa James Stewart (belíssimo desenho)
 

57 - O INFERNO É PARA OS HERÓIS - Hells is for Heroes (1962)

Gibi da Ediex - na capa: Tudo indica ser o ator Harry Guardino

 

58 - OS COMANCHEROS - The Comancheros (1961)

 Gibi da Editora Gráfica O Cruzeiro - na capa: John Wayne e Stuart Withman (ilustração)
 
 

59 - BARREIRAS DE SANGUE  - El Paso (1949)

 Gibi da Ediex - na capa John Payne e Gail Russell
 

60 - A VOLTA DOS HOMENS MÁUS - Return of the Bad Men (1948)

 Gibi da Ediex - na capa: Randolph Scott
 
 

61 - GIBIS SOBRE FILMES e SÉRIES, PUBLICADOS (I) NA PÁGINA "LUIS PEIX" e (II) NO MÓDULO "CONTRIBUIÇÕES DOS INTERNAUTAS",  DESTE SITE - Belíssima memória 

 
  
Gibis da Dell - Jungle Jim (Jim das Selvas) e The Lone Ranger (Zorro)  e da Fawcett - Motion Picture Comics, entre outros ... vejam todos os gibis no desenvolvimento (abaixo) - PARTE III.
62 - TAMBORES DISTANTES - Distant Drums (1951)
  Gibi Star Cinè Aventures, França - na capa: Gary Cooper
 

63 - O LEÃO AFRICANO - The African Lion (1955)

O Leão Africano - RGE - Robinson
 

64 - O SEPULCRO INDIANO - Das Indische Grabmal (1959)

 Gibi da Ediex - Na capa: a lindíssima Debra Paget, Walter Reyer e cena do filme
 

65 - A LENDA DOS DESAPARECIDOS - Legend of The Lost (1957) 

SUPERAVENTURAS - Ediex - nº 42 - 1964 - c/John Wayne Gibi da Ediex - Na capa: Sophia Loren e John Wayne, em cena do filme
 

66 - A GUERRA DE TRÓIA - La Guerra di Troya (1961)

   Gibi da Ediex - Na capa: Steve Reeves e, ao fundo, cena do filme e Juliette Mayniel
 

67 - A LEI É IMPLACÁVEL - The Doolins of Oklahoma (1949)

   PHOTO AVENTURES - França - nº 07 - Abril 1959 - c/Randolph Scott Gibi Photo Aventures - França - Na capa: Randolph Scott
 

68 - O MONSTRO DO MAR REVOLTO - It Came from Beneath the Sea (1955)

   
  ULTRA CIÊNCIA - Ediex - Nº 10 - Dezembro/1963 Gibi da Ediex - Na capa: Kenneth Tobey e Faith Domergue (ao fundo: o enorme polvo)
 

69 - O PREÇO DE UM HOMEM - The Naked Spur (1953)

 
  COLT 45 - Ediex - nº 13 - 1963 - O Preço de um Homem - c/James Stewart Gibi da Ediex - Na capa: Robert Ryan, Janet Leigh e James Stewart - (desenho)
 
 
:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
 

PARTE II

a) Relação em ordem alfabética dos FILMES/SERIADOS comentados neste módulo (abaixo - Parte III):

 
Título em Português          ///       Título Original       ///       Item
 
Agente da U.N.C.L.E., O - série - The Man from U.n.c.l.e. - 25
Álamo (1960) - The Alamo - 54
Alexandre Magno - Alexander, the Great - 61
Anjo e o Bandido, O - Angel and the Badman - 2
Arizona - 12
Arma de um Bravo, A - Gun Glory - 17
Barreiras de Sangue - El Paso - 59
Bat Masterson - série - 26
Beau Geste (1939) - 61
Bela e o Renegado, A - Ride Vaquero! - 50
Bonanza - série - 42
Brutos Também Amam, Os - Shane  - 1
Caminho do Diabo, O - Devil's Doorway - 28
Caravana do Ouro - Virginia City - 7
Cavaleiros da Távola Redonda, Os - Knights of the Round Table - 61
Céu Amarelo - Yellow Sky - 46
Colt 45 (Calibre 45) - 61
Comancheros, Os - The Comancheros - 58
Combate! - Combat! - série - 24
Conquista do Oeste, A - How the West was Won - 31
Da Terra Nascem os Homens - The Big Country - 61
Dick Tracy - 20
Duelo de Titãs - Last Train from Gun Hill - 9
El Cid - 61
Encontro com o Diabo - The Big Land - 61
Filhos dos Mosqueteiros, Os - Sons of the Musketeers - 61
Forte Apache ou Sangue de Heróis - Fort Apache - 8
Fúria no Alasca - North to Alaska - 61
Galante e Sanguinário - 3:10 to Yuma - 4
Garfield - 44
Gatilho Relâmpago - The Fastest Gun Alive - 34
Gavião e a Flecha, O - The Flame and the Arrow - 41
Glória de um Covarde, A - The Red Badge of Courage - 61 
Grande Motim, O (1962) - Mutiny on the Bounty - 36
Guerra de Tróia, A - La Guerra di Troya - 66
Gunga Din - 21
Gunsmoke - série - 6
Hatari! - 10
Homem até o Fim - The Kentuckian - 35
Homem do Oeste, O - Man from the West - 39
Inferno é para os Heróis - Hells is for Heroes - 57
Ivanhoé - Ivanhoe - 61
Jim das Selvas - Jungle Jim - série - 61
King Kong (1933) - 32
Kit Carson - filme e série - 19
Lanceiros da Índia - The Lives of a Bengal Lancer - 45
Leão Africano, O - African Lion - 63
Lei do Mais Valente, A - Yellowstone Kelly - 29
Lei é implacável, A - The Doolins of Oklahoma - 67
Lenda dos Desaparecidos, A - Legend of the Lost - 65
Marcha de Heróis - The Horse Soldiers - 5
Máscara do Zorro, A (1998) - The Mask of Zorro - 52
Matar ou Morrer - High Noon - 11
Maverick - série - 27
Moby Dick - 14
Monstro do Mar Revolto, O - It Came from Beneath the Sea - 68
No Tempo das Diligências - Stagecoach - 55
Olhando a Morte de Frente - Rocky Mountain - 48
Onde Começa o Inferno - Rio Bravo - 61
Orgulho e Paixão - The Pride and the Passion - 61
Pirata Sangrento, O - The Crimson Pirate - 40
Preço de um Homem, O - The Naked Spur - 69
Príncipe Valente, O - Prince Vailant - 13
Rainha de Vênus, A - Queen of Outer Space - 53
Rawhide - série - 61
Rio Vermelho - Red River - 22
Robocop (1987) -  49
Sangue de Bárbaros - The Conqueror - 23
Sepulcro Indiano, O - Das Indische Grabmal - 64
Scaramouche - 43
Spartacus - 16
Tambores Distantes - Distant Drums - 62
Tarzan e a Expedição Perdida - Tarzan and the Lost Safari - 15
Thor, o Mundo Sombrio - Thor, the Dark World - 51
Traição de Irmão - Badlands of Dakota - 37
Última Caçada - The Last Hunt - 61
Último dos Moicanos, O (1936) - The Last of the Mohicans - 61
Último Malfeitor, O ou Cada Crime tem seu Preço - Bad Men of Tombstone - 38
Um de nós morrerá - The Left Handed Gun - 18
Vingança no Coração - Tropper Hook - 47
Vingança que se Desvanece - Sierra Passage - 3
20.000 Léguas Submarinas - 20,000 Leagues Under the Sea - 61
Volta ao Mundo em 80 dias, A - Around the World in 80 days - 61
Volta dos Homens Máus, A - Return of the Bad Men - 60
Voz do Sangue, A - David Crocket Indian Scout - 61
Winchester 73 - 56
Winnetou - 30
Wyatt Earp - série - 33
Zorro - The Lone Ranger - série - 61
 
obs.: o item 61 engloba vários gibis que fazem parte dos módulos "Página Luis Peix" e "Contribuições dos Internautas".
 

b) relação em ordem alfabética dos FILMES/SERIADOS abordados no módulo "Curiosidades sobre Gibis", não constantes da relação - letra a - acima:

 
Título em Português          ///       Título Original       ///       Item (Curiosidades sobre Gibis)  
 
Canhões de Navarone, Os - The Guns of Navarone - 04
Capitão América: Guerra Civil - Captain America: Civil War - 52
Corrida do Século, A - The Great Race - 19
Diabo Branco, O - The White Warrior - 43
Filho de Spartacus, O - Il Figlio di Spartacus - 43
Gigante da Maratona, O - La Battaglia di Maratona - 43
Helena de Tróia (1956) - Helen of Troy - 36
Lassie - 21 
Mais Forte que a Vingança - Jeremiah Johnson - 42
Red Ryder - série - 07
Rei dos Piratas, O - Morgan, il Pirata - 43
Rin Tin Tin - série - 20
Rômulo e Remo - Romolo e Remo - 43
Rua dos Conflitos, A - Abilene Town - 48
Trágica Emboscada - The Savage - 23 
 

c) relação em ordem alfabética dos FILMES/SERIADOS abordados apenas no módulo "Produtos - Acervo", também não constantes das relações - letras a / b - acima:

 
Títulos em Português             ///            Títulos Originais          ///         Gibi publicado (Vide: Produtos - Acervo)
 
Além da Imaginação - série   ///  Twilight Zone   ///  Cinemin Ebal - nºs 13 e 15 - 1965 
Aliança de Aço   ///   Union Pacific   ///   Colt 45 Ediex - nº 18
Aventuras de Bufallo Bill, As   ///   Pony Express   ///   Aí, Mocinho! Ebal - nº 59
Branca de Neve e os 7 Anões - desenho animado  ///   Snow White and the 7 Dwarfs   ///   Disney Filmes em Quadrinhos nº 08
Bravos Morrem de Pé, Os   ///   Pork Chop Hill   ///   Foto Heroismo Ediex - nº 14
Filho de Tarzan, O   ///   Tarzan Finds a Son!   ///   Antar Ediex - nº 01
Guerra dos Tronos, A   ///   Game of Thrones   ///   Guerra dos Tronos Volume II 
Homem dos Olhos Frios   ///   The Tin Star   ///   Star Ciné Aventures! nº 97
Hopalong Cassidy (títulos não identificados)   ///   Superaventuras Ediex - nº 01
Jetsons, Os - desenho animado  ///  The Jetsons   ///   Ed. Abril nº 06
Leão Africano, O - documentário  ///   African Lion   ///   Selo Robinson RGE - nº 03
Lei do Talião, A   ///   Sword of the Avenger ///   Foto Aventuras Ediex - nº 09 
Letra Escarlate, A   ///   The Scarlet Letter   ///   Classics Illustrated nº 09
Patrulheiros do Oeste - série  ///  Jace Pierson   ///   Invicto Ebal - nº 48
Quando as Pistolas Decidem   ///   The Oklahoman   ///   Cinemin Ebal - nº 82
Rei Leão, O - desenho animado   ///   King Lion   ///   Disney - Filmes em Quadrinhos - nº 11
Represália  ///   Reprisal  ///   Foto Aventuras Ediex - nº 53
Rio Grande  ///   Foto West Ediex - nº 16 
Sanha Diabólica   ///   Curse of the Undead   ///   Ultra Ciência Ediex - nº 07
Tarzan e a Escrava   ///   Tarzan and the Slave Girl   ///    Antar Ediex - nº 09
Tarzan e a Mulher Leopardo  ///  Tarzan and the Leopard Woman  ///  Antar Ediex - nº 07
Tarzan e as Sereias   ///   Tarzan and the Mermaids   ///   Antar Ediex - nº 02
Tarzan na Terra Selvagem   ///   Tarzan's Peril   ///   Antar Ediex - nº 12
Tarzan, o Vencedor   ///   Tarzan Triumphs   ///   Antar Ediex - nº 05
Três Homens Máus   ///   Bad Men of Missouri   ///   Superaventuras Ediex - nº 12
Um Salto no Inferno   ///   Jump into Hell   ///   Foto Heroismo Ediex - nº 05
Um Sonho Impossível   ///   A Dog of Flanders   ///   Cinemin Ebal - nº 08
Viagem ao Fundo do Mar - série /// Voyage to the Bottom of the Sea  ///  Pré-Estréia O Cruzeiro - nº 06-Ano III
Vingador dos Mares, O   ///   Billy Budd   ///   Foto Star Corsários Ediex - nº 02
 

d) relação em ordem alfabética dos FILMES/SERIADOS abordados no módulo "Álbuns de Figurinhas", não constantes das relações - letras a, b e c - acima.

 
Títulos em Português             ///            Títulos Originais          ///         Álbum
 
Ben-Hur   ///   Álbum Bruguera, Brasil - 1961/62
Dez Mandamentos, Os   ///  The Ten Commandments   ///   Álbum Bruguera, Brasil - 1962
Três Mosqueteiros, Os   ///   The Three Musketeers   ///   Álbum Agência Portuguesa de Revistas, Portugal - 1950
 
 
:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
 
 
PARTE III
 
DESENVOLVIMENTO DE CADA UM DOS ITENS das Partes I e IIa - acima.
 
- Neste segmento deste módulo darei mais informações com publicação de imagens correspondentes a cada um dos itens citados no Resumo - Partes I e IIa, acima (exceto, portanto, os filme abordados somente nos módulos "Curiosidades sobre Gibis" e "Produtos - Acervo").
 

1. OS BRUTOS TAMBÉM AMAM - Shane - Grande western da Paramount

Iniciaremos com dois belos e raros (diferentes) cartazes de SHANE, o grande faroeste de George Stevens para a Paramount, de 1953, com Alan Ladd, Van Heflin e Jean Arthur, além de Jack Palance, Ben Johnson, Brandon de Wilde, Emile Meyer (em grande desempenho no papel de Rufus Ryker) e outros, que no Brasil recebeu o título de "Os Brutos Também Amam", já publicado neste site no ícone "Produtos - Acervo". 

O filme criou situações que mais tarde se transformariam em "clichês" (situações padronizadas, que se tornam comuns a vários filmes) no gênero, exatamente porque, naquela década de 1950, passou a ser referência para os westerns que vieram posteriormente. Nos tempos atuais, é comum ouvir alguma crítica a Shane, por quem não conhece bem a evolução do western, tendo visto filmes feitos posteriormente, só depois vendo Shane. Com isso, não coloca o filme exatamente no momento em que surgiu - 1953, dizendo, equivocadamente, que é cheio de clichês. Essa crítica é claramente infundada, pois, na verdade, foi Shane quem estabeleceu a regra, copiada, sim, por outros que vieram depois. 

É sabido que Shane ficou um tempo enorme na sala de montagem, devido ao perfeccionismo do diretor George Stevens, tendo sido lançado com pelo menos um ano de atraso em relação às filmagens. Mas quando foi lançado, imediatamente impressionou crítica e público.

A maravilhosa fotografia de Loyal Griggs - que, mais tarde, foi o responsável pela fotografia de "Os Dez Mandamentos" de Cecil B. de Mille - ganhou o Oscar do ano, com impressionantes e inesquecíveis tomadas das inconfundíveis montanhas Grand Tetons, em Jackson Hole, no Wymong, uma das mais belas regiões do mundo. Inúmeros outros filmes utilizaram o cenário das Grand Tetons, entre eles: Jubal - Ao Despertar da Paixão, de 1956, com Glenn Ford, e Spencer's Mountain - Os Nove Irmãos, de 1963, com Henry Fonda - ambos dirigidos por Delmer Daves.  

O papel-título foi confiado a Alan Ladd, um ator que ainda despontava para a fama, com alguns bons filmes policiais, mas que ainda não era dos maiores atores do cinema. Seu desempenho é brilhante, possivelmente graças ao exigente diretor George Stevens. O fato é que Stevens conseguiu obter um excelente resultado da performance de Ladd, um dos pontos altos do filme, que deu uma enorme credibilidade ao personagem - Shane - transformando-o em um dos mais célebres da história do cinema.

Os dois cartazes que aqui publico não são vistos com frequência; o segundo, inclusive, é um cartaz correspondente ao lançamento do filme na França, contendo um magnífico desenho de Boris Grinssom (1907 - 1999).

O filme foi publicado no gibi Star Cinè Aventures - França e, posteriormente no Brasil, no gibi Superaventuras nº 30, da Ediex, de 1963, num dos melhores momentos das publicações Ediex e, ainda, recebeu uma publicação inédita no Brasil, de um gibi quadrinizado artesanal, com desenhos de Flávio Colin - Clássicos do Faroeste - em seu nº 1, ambos já publicados neste site nos segmentos  Produtos - Acervo, Galeria de Fotos e Contribuições dos Internautas - item 5, além de inúmeras outras referências a respeito.

 
                   Cartaz americano de Shane                                                         Maravilhoso cartaz francês

   

                                                                              www.pinterest.com

 

                                                                  Vejam os gibis referidos no texto: 

           

                                                 As três imagens acima: Acervo www.70-anos-de-gibis

 

OBS.: Hoje, 23 08 2015, navegando na internet, encontrei o cartaz abaixo - publicado na Itália - sobre "Shane", muito bem elaborado e que, na verdade, eu não conhecia. Nele aparecem, compactadas, várias cenas do filme. Reproduzo aqui porque, realmente, é muito expressivo. O título do filme na Itália foi "Il Cavalieri della Valle Solitaria"

        

                                                                                                                       www.benitomovieposter.com

 

        Abaixo, Brandon de Wilde - o pequeno Joey - ator que desapareceu muito cedo, com apenas 30 anos,

                                                                vítima de acidente automobilístico.

                                                                    Uma homenagem deste site      

       

                                                                                                                                          www.theawl.com

.............................................................................................................................................................................................................................

..............................................................................................................................................................................................................................

2. O ANJO E O BANDIDO - Um dos melhores westerns de John Wayne

Apresentamos, agora, um dos cartazes de "O Anjo e o Bandido - Angel and the Badman", filme de 1947, do grande roteirista e, neste caso, também diretor James Edward Grant, estrelado por John Wayne.

Um nostálgico faroeste em preto-e-branco, ainda da década de 1940, que nos trouxe a belíssima Gail Russell e o grande ator Harry Carey, ambos em grandes interpretações. Não é dos mais divulgados filmes de John Wayne mas, seguramente, é um dos melhores. Belíssima paisagem, mesmo que em preto-e-branco, com um roteiro muito bem orientado e grande desempenho do elenco. Se considerarmos que foi realizado em 1947 (há 69 anos !!!), temos que admitir tratar-se de um marco na história dos westerns.  

John Wayne desempenhou o papel de Quirt Evans, um bandido encontrado inconsciente por uma jovem Quaker, que o socorre, fato que muda completamente o então bandido, transformando-o em alguém de bem. Um marcante papel de John Wayne. Por trás das cenas, sabe-se que Wayne e Gail iniciaram um romance que se revelaria fatal para ela; suspeita-se que (isto nunca ficou muito claro), sem perspectivas, já que Wayne era casado, Gail afundou-se no álcool, destruindo-se rapidamente nos anos seguintes. Faleceu em 1961, com apenas 36 anos de idade.

O filme foi publicado inicialmente na França, no gibi Photo Aventures e, posteriormente, no Brasil, com o título de "A Última Conquista", no gibi Foto Aventuras da Ediex, nº 1, em 1960, este já incluído neste site no segmento Produtos - Acervo.

 
                      Um dos inúmeros cartazes do belo faroeste                                      Abaixo , o gibi da Ediex

  

                                                                                     www.imdb.com           Acervo: www.70-anos-de-gibis

 

 Uma das belas cenas do filme - John Wayne / Gail Russell        Abaixo, o gibi editado na França

         (um cartaz promocional) o filme é preto-e-branco                  - mesma capa do gibi brasileiro       

            

                                                             www.imdb.com.                                       www.e-bay.com

                                    Uma belíssima cena do filme, com Wayne e Gail Russell

  

                                                                                                                 www.imdb.com

                                         Harry Carey                                           Gail Russell

                                      

                                                        Ambas as fotos: www.pinterest.com

.............................................................................................................................................................................................................

.............................................................................................................................................................................................................

3. VINGANÇA QUE SE DESVANECE - Sierra Passage - Wayne Morris e Lola Albright em grandes interpretações, num belíssimo western

Grande Faroeste "B" de Wayne Morris, foi publicado no gibi Foto Aventuras nº 5, da Ediex, em 1961, com o título de "Mãos Sangrentas". A publicação, na verdade, acompanhava a edição dos mesmos gibis na França. Curioso que as capas eram as mesmas, com raras exceções como a deste caso em que foram publicadas capas distintas na França e no Brasil. 

Aliás, é interessante observar que os números 5 de Antar, Superaventuras e Foto Aventuras não trouxeram as capas originais publicadas na França, isto é, as três capas - tudo indica - foram desenhadas no Brasil, por algum problema de comunicação, talvez, e com desenhos um pouco rudimentares. Observem a matéria a respeito publicada neste site no ícone "Curiosidades sobre Gibis" - item 28. 

Este filme, "Sierra Passage - Vingança que se Desvanece", de 1950, dirigido por Frank MacDonald, é considerado um faroeste "B", mas eu, particularmente, o aprecio muito. É um faroeste como nos velhos tempos, com Wayne Morris possivelmente em seu melhor desempenho no cinema, fazendo um western nostálgico e, ao mesmo tempo vigoroso. Um grande filme.

Um detalhe especial do filme é Lola Albright, de uma beleza incomum. Vejam mais informações neste site, no ícone "Produtos - Acervo", onde foi publicado o gibi Foto Aventuras.

                                      Cartaz do filme - Belíssima Lola Albright

                                            Vejam os gibis referidos:

              Photo Aventures - França                             Foto Aventuras - Brasil

                 

                   www.starcineaventures                    Acervo: www.70-anos-de-gibis

 

                                 Uma cena do do belo faroeste de Wayne Morris

                                                                                        www.westernclippings.com

                    Abaixo, um lobby card do filme - Lola Albright  e  Wayne Morris

                     

                                                                        https://2.bp.blogspot.com

 

...............................................................................................................................................................................................................

................................................................................................................................................................................................................

4. GALANTE E SANGUINÁRIO - 3:10 to Yuma - Delmer Daves em grande momento

É, sem dúvida, o grande faroeste de Delmer Daves, de 1957, estrelado por Glenn Ford e Van Heflin, além de Felícia Farr. O inesquecível Glenn Ford estrelaria outros dois faroestes de Daves: (i) "Jubal", que receberia, no Brasil, o título de "Ao Despertar da Paixão", e (ii) "Cowboy" - "Como Nasce um Bravo", no qual também atuou Jack Lemmon, em seu único faroeste. 

Daves é um dos diretores mais expressivos do gênero western, tendo realizado outros filmes de destaque, como é o caso de "A Última Carroça - The Last Wagon", com Richard Widmark, "A Árvore dos Enforcados - The Hanging Tree", com Gary Cooper, "Flechas de Fogo - Broken Arrow", com James Stewart e Jeff Chandler, e "Rajadas de Ódio - Drum Beat", com Alan Ladd, entre outros.  Daves também atuava como roteirista, tendo participado da roteirização do belíssimo "A Lei do Bravo - White Feather", com Robert Wagner e Jeffrey Hunter. 

Recentemente, com a nova e excelente versão do filme "3:10 to Yuma", pudemos confirmar a indiscutível qualidade desse clássico, filmado ainda em preto-e-branco, na década de 1950, que nada ficou a dever à nova versão filmada a cores e, evidentemente, com os atuais efeitos especiais. 

O ponto alto deste faroeste é o deslocamento do representante da lei com seu prisioneiro - Van Heflin e Glenn Ford - do hotel para a estação ferroviária, detalhe que se observa também no vigoroso faroeste de John Sturges: "Last Train From Gun Hill - Duelo de Titãs" (vejam item 9 deste módulo), com Kirk Douglas, em que o prisioneiro é Earl Holliman. O desfecho de cada filme é diferente, para dois enredos altamente emocionantes.

O filme foi publicado pela Ediex, na edição nº 46, de 1966, do gibi Foto West, que já está publicada neste site no ícone Produtos - Acervo, e já havia sido publicado na França, no gibi Star Cine Cosmos, com idêntica capa.

                                                     Um belo cartaz produzido na França, de 3:10 pour Yuma

                                                      

                                                                                                               http://ricardotecelita.blogspot.com.br   

 

                                   Vejam esta cena primorosa do filme. Grande interpretação da dupla Ford-Heflin:

                                                   

                                                               Abaixo, os gibis referidos:no texto

                                           

                                      Acervo: www.70-anos-de-gibis                     www.starcineaventures.com

 

.........................................................................................................................................................................................................

.........................................................................................................................................................................................................

5. MARCHA DE HERÓIS - A absurda e extrema violência da guerra

Um dos bons filmes de John Ford, "Marcha de Heróis - The Horse Soldiers", de 1959, com John Wayne e William Holden, ambientado na violenta Guerra de Secessão americana. William Holden desempenha o papel do médico do regimento, enfrentando a todo momento os efeitos da sanguinária frente de batalha.

Na verdade, a crítica não o considera entre os melhores faroestes de John Wayne, mas é um bom trabalho de John Ford, com excelente reconstituição da época e com cenas de batalha muito bem feitas e, repito, um filme violento, mostrando com crueza o que realmente foi o conflito da Guerra da Secessão. Uma curiosidade do filme foi a presença de um grande ator do passado - nos primeitros tempos dos westerns - em um de seus últimos trabalhos no cinema: Hoot Gibson.

O filme foi quadrinizado e publicado no gibi Cinemin, da Ebal, edição nº 100 - 1a. série (encerrou a série), em janeiro de 1960, já publicado neste site no ícone Produtos - Acervo.

                                 
                                          Cartaz do filme

                     Vejam o gibi referido:                Uma homenagem deste site ao grande Hoot Gibson

                            

              Acervo: www.70-anos-de-gibis                                               www.IMDb.com

.............................................................................................................................................................................................................

.............................................................................................................................................................................................................

6. MATT DILLON (GUNSMOKE) - Dodge City conheceu Matt Dillon antes de Wyatt Earp

A série Gunsmoke alcançou grande sucesso na TV brasileira na década de 1960. Era estrelada por James Arness no papel do Delegado Matt Dillon e, simultaneamente a sua apresentação na TV, a Ebal lançou o herói no gibi Reis do Faroeste, que também teve igual sucesso, além de ter editado um gibi próprio para Gunsmoke, que durou enquanto a série foi veiculada pela TV.

O exemplar de Reis do Faroeste aqui apresentado já foi publicado neste site no segmento Produtos - Acervo.

      
Cena com James Arness (Matt Dillon) e Ken Curtis (Festus)                      Abaixo, o gibi da Ebal

  

                                                                 www.westofriver.blog          Acervo: www.70-anos-de-gibis           

                                            Vejam abaixo capa do gibi americano da Dell, de 1958

                                                           

                                                                          www.mycomicshop.com

                                                     

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

7. CARAVANA DO OURO - Virgínia City - Grande western clássico

Um belo faroeste de Michael Curtiz, de 1940, com Errol Flynn, Miriam Hopkins, Randolph Scott e Humphrey Bogart, este no papel do bandidão, o que foi algo inusitado. Um faroeste muito bem feito, com maravilhosa fotografia em preto-e-branco. Parece incrível, mas o filme já tem 76 anos !!! 

Foi ambientado no conflito da Guerra Civil americana (Guerra da Secessão) e mostra a evolução do relacionamento entre dois combatentes - Flynn e Scott - um nortista e o outro sulista que, por força das circunstâncias, tornam-se amigos apesar de lutarem em lados opostos. Randolph Scott tem aqui um de seus melhores desempenhos no cinema.

O filme foi publicado no gibi Foto Aventuras, da Ediex, nº 8 em 1961, com o título de "Caravana Heróica", podendo ser encontrado neste site no ícone "Produtos - Acervo". Foi publicado também na França, no gibi Far West Magazine - nº 6, com o título de "Caravane Heroïque".

                             
                                  Cartaz do filme                                                      Abaixo, o gibi da Ediex
 

  

                                                                 www.imdb.com                 Acervo: www.70-anos-de-gibis

                                 

                    Abaixo, o gibi editado na França       E o grande Randolph Scott, com Miriam Hopkins

                         

                      Acervo: www.70-anos-de-gibis                                                  classicmoviestills.com

 ..........................................................................................................................................................................................................

............................................................................................................................................................................................................

8. FORTE APACHE - John Ford, John Wayne e Henry Fonda em magnífico e vigoroso western sobre a cavalaria americana

O grande faroeste de John Ford, de 1948, "Forte Apache - Fort Apache", também conhecido por "Sangue de Heróis", sobre a cavalaria americana, com Henry Fonda e John Wayne. O filme conta também com a participação de Shirley Temple, ainda muito jovem, no papel da filha do Coronel Thursday, personagem vivido por Henry Fonda, em um dos grandes desempenhos de sua carreira.

É um filme excepcional, com uma fotografia de alta qualidade em preto-e-branco. A história gira em torno do difícil período em que um forte (Forte Apache) isolado nos confins do Oeste, fica sob o comando do Coronel Thursday, oficial vaidoso e insensível à realidade da dura vida além-fronteira, guardando grande semelhança com a verdadeira história do General Custer, a quem o filme faz indiscutível alusão. Para quem conhece a história americana, não há como dissociar a figura fictícia do Coronel Thursday do personagem histórico General Custer, ambos com um fim idêntico.  

O magnífico faroeste foi publicado no gibi Superaventuras, da Ediex, nº 11, em 1961, com o título de "O Massacre do Forte Apache", que já figura neste site, no módulo Produtos - Acervo.

 
                                    Os atores principais: Wayne, Fonda, Shirley Temple e John Agar

                     :  

                                                                                                                          www.pinterest.com

 

           Abaixo, o gibi da Ediex:                                 E uma das cenas finais, com o Cel. Thursday 

    Na capa, curiosamente, o apache                          (Henry Fonda) - Custer ??? - idênticos !!!

       Jerônimo (Rodolfo Acosta)

     

      Acervo: www.70-anos-de-gibis                                                                   http://www.meandmysoldierman.com/

.......................................................................................................................................................................................................................

........................................................................................................................................................................................................................

9. DUELO DE TITÃS - John Sturges dá uma aula sobre western 

Um dos grandes faroestes de John Sturges - Last Train from Gun Hill - de 1959, no Brasil chamado de Duelo de Titãs. Filme com Kirk Douglas, Anthony Quinn, Carolyn Jones e Earl Holliman, da melhor qualidade, sem dúvida, entre os maiores filmes de faroeste. É o que se pode chamar de um faroeste "macho", não há vacilação, não há concessão e não há perdão.

Este faroeste guarda uma certa semelhança com "3:10 to Yuma - Galante e Sanguinário, de Delmer Daves, no detalhe do deslocamento do representante da lei (Kirk Douglas / Van Heflin) e o prisioneiro (Earl Holliman / Glenn Ford) do hotel para a estação ferroviária, perigosíssimo percurso em ambos os casos, com desfecho específico para cada um dos filmes. 

Foi publicado na França no gibi Star Cine Aventures! e no Brasil em Foto Aventuras, da Ediex, nº 33, em 1963. Foi, ainda, quadrinizado e publicado em Cinemin, gibi da Ebal - Brasil, nº 3 - nova série - Abril/1960, sendo que todos os três gibis estão publicados neste site no segmento Produtos - Acervo. 

Sem dúvida, um monumental western.

 
                Reprodução de várias das belíssimas cenas do faroeste de John Sturges
                                                                             www.pinterest.com - esteban roca
 
                                                        Vejam abaixo os gibis referidos no texto:
            Star Cine Aventures! - França               Foto Aventuras - Brasil                Cinemin - quadrinizado
          

                                                    Todos os 3 gibis: Acervo: www.70-anos-de-gibis               

......................................................................................................................................................................................................................

......................................................................................................................................................................................................................

10. HATARI! - John Wayne em uma empolgante aventura na África

Um belo filme de 1962, do diretor Howard Hawks, com John Wayne e a atriz italiana Elsa Martinelli, além do alemão Hardy Krüger, do francês Gerard Blain e do americano Red Buttons, entre outros, numa empolgante aventura na África, com cenas muito bem feitas envolvendo os animais, sem violência. A excelente trilha sonora do filme foi composta por Henry Mancini

Como colírio, Elsa Martinelli, em uma sequência muito bem filmada, dá um verdadeiro show em companhia de três filhotes de elefantes, ao som da música que, no Brasil, recebeu o título de "O passo do elefantinho".

O filme foi publicado, quadrinizado, com ótimos desenhos a cores, numa edição especial de Almanaque Aventura, da Editora Gráfica O Cruzeiro, reproduzindo a mesma publicação americana da Dell. O gibi Superaventuras da Ediex, também trouxe o filme, em preto e branco, no seu nº 41, em 1964. Este gibi está publicado neste site no módulo "Produtos - Acervo".

                                       
                               Lobby Card com Elsa Martinelli e seus elefantinhos
 

                                                                                                      www.pinterest.com

                                                   Vejam os gibis referidos:

                        

                                Ambos os gibis acima - Acervo: www.70-anos-de-gibis 

..........................................................................................................................................................................................................................

..........................................................................................................................................................................................................................

 

11. MATAR OU MORRER - Magnífico western

Um dos maiores faroestes já feitos, MATAR OU MORRER (High Noon), de 1952, com Gary Cooper, Gracy Kelly, Katy Jurado e Lloyd Bridges. O filme foi realizado pelo diretor Fred Zinnemann, baseado em roteiro de Carl Foreman, uma das vítimas do Machartismo, movimento ocorrido no final dos anos 1940, início dos 50, nos USA, mais conhecido por "caça aos comunistas". 

Impressiona, no filme, a solidão imposta ao delegado Will Kane (Gary Cooper) com a notícia da chegada dos bandidos à cidade. Alguns anos depois, já em 1959, quando foi lançado o filme Rio Bravo - Onde Começa o inferno, de Howard Hawks, com John Wayne, estabeleceu-se uma polêmica (possivelmente uma jogada de marketing para promover este último filme).

John Wayne teria declarado que Rio Bravo era uma resposta a High Noon. Isto porque no filme estrelado por Gary Cooper, o delegado vivido por ele "pede" a ajuda da população para enfrentar os bandidos e, em Rio Bravo, John Wayne, também um delegado, não faz isso. Na verdade, não é bem isso que ocorre. Cooper enfrentou os quatro bandidos sozinho, quando foi abandonado pela população, e Wayne tem três ajudantes (Dean Martin, Ricky Nelson e Walter Brennan). Mas a feliz jogada de marketing acabou promovendo ambos os filmes.

Eu, particularmente, fico com High Noon, pois me parece mais humano. Não é exatamente isso que acontece em nossa realidade, quando nos vemos em situações adversas e somos obrigados e pedir ajuda? Geralmente não a obtemos e a única saída é resolvermos o problema sozinhos. E foi o que Will Kane fez. 

É um filme vigoroso, com excelente fotografia em preto e branco, e teve, ainda, em seu elenco, Ian MacDonald, como o bandidão Frank Miller - citado até na letra da música - auxiliado por Lee Van Cleef, ainda em início de carreira. Aliás, o grupo de bandidos é memorável; além de MacDonald e Cleef, temos ainda Robert J. Wilke e Sheb Wooley. Este último era também cantor country.  

A música do filme, "Do not forsake me (oh my darlin')" - The ballad of High Noon, muito significativa, de Dimitri Tiomkim e Ned Washington, é cantada no decorrer do filme por Tex Ritter, em pequenos intervalos, e foi vencedora do Oscar de 1953 (filmes de 1952).

O filme foi publicado no gibi Superaventuras da Ediex, nº 2 em dezembro de 1960, com o título de "Dia Sangrento", já disponibilizado neste site no ícone "Produtos - Acervo", e foi publicado algum tempo antes na França, no gibi "Sherif" de Star Ciné Aventures!, com o título "Midi de Feu".

           Will Kane (Gary Cooper) deixa a cidade (mas voltará).                             A belíssima Grace Kelly 

        
     
                                                                           ambas as imagens - www.IMDb.com
 
                  Vejam o gibi da Ediex                                       Abaixo, o gibi publicado na França

                                   

          Acervo: www.70-anos-de-gibis                                                         starducine.com

                                                            

                                                            A solidão de Will Kane, o ponto básico de High Noon

                                       

                                                                                                                                  www.allposters.com

..............................................................................................................................................................................................................................

...............................................................................................................................................................................................................................  

12. ARIZONA - Um grande representante do western na década de 1940

Belo faroeste de 1940, com Jean Arthur e William Holden. Jean Arthur já estava chegando à casa dos 40 anos de idade, mas conseguia sempre fazer papel de mulheres mais jovens, e William Holden está aqui no início de sua carreira. Curioso que ele era bem mais jovem que Jean Arthur, mas, no filme, aparenta ser bem mais velho. 

Um detalhe interessante do gibi é sua capa que nada tem a ver com o conteúdo, ou seja, o gibi contém o filme Arizona, mas sua capa mostra uma cena de "Matar ou Morrer" (High Noon) - quando Gary Cooper esmurra o barman - e, ao lado, uma belíssima loura que, tudo indica, é Rhonda Fleming, possivelmente em uma cena de "A Vingança deixa sua Marca" (Bullwhip), com Guy Madison (ou seria Maureen O'Hara? ou quem seria?). Fica aqui a dúvida sobre a belíssima loura. (Registro posterior - leiam abaixo a solução desse mistério)

ARIZONA é um nostálgico faroeste, com dois grandes atores: Holden e Jean Arthur, e tem alta qualidade. Foi publicado no gibi Foto Aventuras da Ediex, nº 4, de 1961, exemplar já disponibilizado no módulo "Produtos - Acervo", deste site.

 
                           Capa do DVD                           e                            Abaixo, o gibi da Ediex
        
                                                  www.pinterest.com                   Acervo: www.70-anos-de-gibis
 
  Para dirimir (ou aumentar) a dúvida: quem será efetivamente a loura da capa de Foto Aventuras nº 4 da Ediex? 
                                            Abaixo, lobby card de Rhonda Fleming em Bullwhip 
                  VEJAM MAIS ABAIXO A SOLUÇÃO DO MISTÉRIO (SOMENTE EM SETEMBRO 2015)
  
                                                                                                                            www.deviantart.com
 

OBSERVAÇÃO IMPORTANTE: Desvendado o mistério sobre quem seria a belíssima loura da capa do gibi Foto Aventuras nº 4 - Arizona: 

- hoje 13 09 2015, após 54 anos da edição desse gibi, consegui desvendar o mistério. Navegando na internet, encontrei um cartaz de um antigo western estrelado por - quem?  ***YVONNE DE CARLO !!!***, com o título brasileiro de "A Escandalosa - Calamity Jane and Sam Bass" de 1949. E encontrei a exata cena da capa do gibi no cartaz do filme. Mas decidi manter publicada a cena acima, com Rhonda Fleming, como colírio.

Vejam abaixo:

             
                                                                                                                      www.betomovies.com.br
 
........................................................................................................................................................................................................................
........................................................................................................................................................................................................................
 

13. O PRÍNCIPE VALENTE - Imortal criação de Harold Foster

Prince Vaillant - herói criado por Hal Foster. As histórias do Príncipe Valente, possivelmente de forma proposital por parte de Foster, misturam realidade e lenda, criando empolgantes aventuras no tempo dos "audazes cavaleiros andantes" e da "Távola Redonda" do Rei Arthur.

Em 1954, o diretor Henry Hathaway filmou "O Príncipe Valente", baseado na obra de Hal Foster, com Robert Wagner no papel principal, e com Janeth Leigh e James Mason, entre outros. Foi um dos maiores filmes de aventuras da década de 1950 e fez enorme sucesso não só no Brasil, mas no mundo todo, em que pese não se ter transferido para a tela a exata versão de O Príncipe Valente, por Foster

No Brasil, tivemos editoras diferentes publicando o gibi, mas o principal foi o da RGE, além de uma primorosa edição da Editora Lord Cochrane (do Chile), com um colorido bastante rudimentar mas muito agradável aos olhos.  Foram apenas 8 números lançados no Brasil, e se tornaram verdadeiras raridades (vejam exemplar abaixo). 

Leiam mais sobre "O Príncipe Valente", neste site, no módulo "Produtos - Acervo" na descrição dos inúmeros gibis aqui publicados, e nos módulos: "Curiosidades sobre Gibis"; "Breve Histórico - Primeiros Tempos" e "Breve Histórico - Década de 1940". 

O gibi está publicado neste site, também, no módulo Produtos - Acervo.

 
                                                  Cartaz do maravilhoso filme
                                                                                                                        www.google.com
 
 
  Vejam o gibi referido, com o herói criado por Hal Foster         E, abaixo, o gibi publicado nos USA pela Dell:
                        Editora Lord Cochrane
                                                       
          Uma bela capa de "O Príncipe Valente"                                     Capa cedida por Luis Peix - RJ
                  Acervo: www.70-anos-de-gibis                                           mostrando o ator Robert Wagner
 
                                Abaixo, uma bela cena do filme, com Robert Wagner em primeiro plano
          
                                                                                                                           memorialdafama.com
    
.....................................................................................................................................................................................................................
.....................................................................................................................................................................................................................
 

14 - MOBY DICK - A terrível baleia branca imaginada por Herman Melville

Com base no conhecidíssimo livro de Herman Melville, MOBY DICK, John Huston dirigiu em 1956, um filme de altíssima qualidade, principalmente se considerarmos as dificuldades, naquela época, para a produção de efeitos especiais. O filme fez um grande sucesso e foi estrelado por Gregory Peck, no papel do terrível Capitão Ahab, maior inimigo da gigantesca baleia branca. 

A Ebal publicou uma quadrinização do filme, de boa qualidade, no gibi Cinemin65, de fevereiro/1957, que já faz parte dos gibis disponibilizados no módulo Produtos - Acervo, deste site. 

                 
                           Cartaz de Moby Dick                                                Uma primorosa cena do filme
  
                                                                 ambas as ilustrações: www.IMDb.com
        
 
                                 Vejam o gibi Cinemin                      E aqui o gibi publicado nos USA pela Dell
                                 
                           Acervo: www.70-anos-de-gibis                        Foto - gentileza de Luis Peix-RJ
...........................................................................................................................................................................................................................
...........................................................................................................................................................................................................................
 

15 - TARZAN E A EXPEDIÇÃO PERDIDA - Gordon Scott em grande aventura de Tarzan

Entre os filmes de Tarzan, e entre aqueles protagonizados por Gordon Scott, citamos Tarzan e a Expedição Perdida (Tarzan and the Lost Safari) de 1957 que, curiosamente, não tinha a presença de Jane, personagem sempre indispensável ao lado de Tarzan

Naquela época, anos 1940 até 1960, tivemos três grandes TarzansJohnny Weissmuller, Lex Barker e Gordon Scott, que participaram de grande e memoráveis filmes. 

Cada ator, é claro, tinha suas características e seus respectivos fãs. 

Johnny Weissmuller era campeão olímpico de natação e seus filmes sempre evidenciavam essa sua especialidade, tendo, alguns anos mais tarde, desempenhado o papel de Jim das Selvas, outro grande herói dos quadrinhos. 

Lex Barker era um ator muito versátil, foi Tarzan (alguns o consideram o melhor deles), assim como viveu inúmeros outros personagens em filmes de época, nos USA e na Itália, e apareceu também em vários faroestes. Trabalhou com Federico Fellini em "La Dolce Vita" e, no final de sua carreira, foi Old Shatterhand, na maravilhosa série alemã Winnetou, baseada na obra de Karl May

Pela ordem, veio depois Gordon Scott, outro grande ator que também trabalhou em vários filmes de época na Itália, havendo, também, quem o considere o melhor Tarzan. 

O fato é que, sem dúvida, todos os três desempenharam seus papéis com grande competência.

O filme "Tarzan e a Expedição Perdida" foi publicado no gibi ANTAR, da Ediex, nº 15, de março/1962, com o título de "A Expedição Perdida", já apresentado no módulo Produtos - Acervo, deste site. 

                    Cartaz (capa do DVD) do filme                                         Abaixo, o gibi Antar da Ediex

     

                                                               www.imdb.com                       Acervo: www.70-anos-de-gibis

Obs.: a cena da capa do gibi da Ediex é de outro filme: Tarzan e a Tribo Nagasu (Jane é Eve Brent)

.............................................................................................................................................................................................................................

.............................................................................................................................................................................................................................

16 - SPARTACUS - de escravo a gladiador e mártir

Um grande espetáculo, um dos maiores sucessos do cinema, o épico SPARTACUS foi filmado por Stanley Kubrick, em 1960, com Kirk Douglas no papel principal. No elenco de grandes nomes do cinema na época, despontam Jean Simmons, belíssima, Laurence Olivier e Tony Curtis, entre outros.

O filme - com um robusto roteiro de Dalton Trumbo, é sobre o escravo trácio Spartacus, que no ano de 73 A.C. se rebelou contra o poder do Império Romano - ganhou 4 (quatro) Oscars e se transformou em grande sucesso de bilheteria em todo o mundo. 

Inicialmente seria dirigido por Anthony Mann, grande diretor de memoráveis westerns, mas com apenas duas semanas de filmagem, houve um sério desentendimento entre Mann e Douglas, o astro do filme e dono da produtora Bryna Produções. Saiu Mann e imediatamente entrou Kubrick, cujo relacionamento com Douglas, até o final do filme, foi também de grande desgaste. A explicação para esses problemas é que Douglas era o "dono" dos recursos financeiros e, também por seu temperamento autocrata, não permitia discussões, sempre querendo impor sua vontade.

É um filme espetacular, no sentido de que é realmente um grande espetáculo; à época, apenas Ben-Hur rivalizava-se com ele.

Foi publicado no gibi quadrinizado Cinemin da Ebal,15, de Abril/1961, já incluído neste site, também, no módulo Produtos - Acervo. Infelizmente não consta no gibi quem é o autor dos quadrinhos, aliás, de boa qualidade.

 
                                                    Grande cena de Spartacus (Kirk Douglas e Woody Strode)                     

                            

                                                                                                                                     www.the170.com         

 

                           A belíssima Jean Simmons como Varínia                                   O gibi Cinemin

                                                  

                                                      www.ebay.com                                      Acervo:www.70-anos-de-gibis

                                                           ....................................................................................................................................................................................................................

..........................................................................................................................................................................................................................

17 - A ARMA DE UM BRAVO (Gun Glory) - Rhonda Fleming e Stewart Granger em bom momento

Faroeste da MGM de 1957, dirigido por Roy Rowland, com Stewart Granger e a belíssima Rhonda Fleming. O filme narra os conflitos vividos por um pistoleiro que decide retornar para seu rancho, não só envolvendo os habitantes do povoado próximo, mas também seu filho, revoltado pela ausência do pai. 

Foi um faroeste muito popular à época de seu lançamento, apesar de que, hoje reavaliado, constata-se que não é um grande filme. Mas como grande fã de faroestes, lembro-me claramente quando o assisti em 1960, e como sua exibição foi repetida no dia seguinte, em minha pequena cidade do interior, lá estava eu novamente no cinema. 

O gibi Cinemin, nº 81, de junho/1958 da Ebal, publicou sua quadrinização (com o título errado: Armas de um Bravo), com uma capa exatamente igual à capa do gibi americano da Dell.

 
                                               Uma cena do filme
 www.pinterest.com
 
 
                                          Vejam os gibis referidos no texto:
 
                      Cinemin da Ebal                                 A edição da Dell - USA
               
                                  Ambas as capas: gentileza de Luis Peix-RJ
.......................................................................................................................................................................................................................
........................................................................................................................................................................................................................
 

18 - UM DE NÓS MORRERÁ - Um excelente faroeste de Arthur Penn

The Left Handed Gun - faroeste clássico de Arthur Penn, de 1958, com Paul Newman, em grande desempenho, no papel de Billy The Kid. Um retrato cru e, segundo a própria crítica, mais próximo da realidade, sem o romantismo comum presente em outros faroestes envolvendo personagens reais.

Entre esses personagens claramente estereotipados, podemos citar: o próprio Billy The Kid em filme estrelado por Robert Taylor na década de 1940 - que, mais tarde, foi melhor retratado por Sam Peckinpah no excelente Pat Garreth e Billy The Kid, com Kris Kristofferson; Jesse James com Tyrone Power e posteriormente com Robert Wagner; Bufalo Bill com Joel McCrea; Wild Bill Hickock (vários); Wyatt Earp com Hugh O'Brien na TV (e vários no cinema); Bat Masterson com Gene Barry na TV (e outros no cinema); Gal. Custer com Errol Flynn; Jerônimo com Chuck Connors ou Gerônimo com  Wess Studi; Cochise com Jeff Chandler; e John Wesley Hardin com Rock Hudson, entre outros. Com isso, fica muito difícil para nós, bem mais de 100 anos depois, termos uma percepção real de como exatamente foram cada um deles.

O filme foi quadrinizado e publicado pela Ebal, no gibi Cinemin 87 de dezembro/1958, e se tornou um exemplar muito disputado entre os colecionadores. 

                
                                  Aqui, um cartaz do filme                           Abaixo, uma cena com Paul Newman           
                 
                                                      ambas as ilustrações: www.pinterest.com                                                           
  

                               Vejam o gibi Cinemin                e             o original publicado nos USA pela Dell:

                                     

                                                           ambas as capas cedidas por Luis Peix-RJ

............................................................................................................................................................................................................................................

.............................................................................................................................................................................................................................................

19 - KIT CARSON - O grande batedor do Oeste em um faroeste memorável da década de 1940

Um dos grandes heróis do faroeste. Foi um dos mais famosos batedores da cavalaria americana. Em 1940 foi realizado o filme "Kit Carson", dirigido por George B. Seitz, com Jon Hall, Lynn Bari, Ward Bond e Dana Andrews, um grande faroeste, com uma fotografia muito boa. Na TV, tivemos na década de 1950, seriado com suas aventuras, em que foi interpretado por Bill Williams.

Kit Carson esteve presente em gibis diferentes da Ebal, em "O Herói" e em "Reis do Faroeste", sempre com muito sucesso, pois era muito popular entre a garotada, principalmente nas décadas de 1940 e 1950, estendendo-se até por volta da metade da década de 1960. O gibi Superaventuras da Ediex, nº 9, de agosto/1961, trouxe o filme de 1940 publicado em fotos muito nítidas - em preto e branco - e com uma capa muito bem produzida. 

Vejam gibis de "Kit Carson" publicados neste site nos módulos "Produtos - Acervo" e "Galeria de Fotos"

Gianluigi Bonelli foi buscar Kit Carson lá nos confins do Velho Oeste, colocando-o como o grande companheiro de TEX, o que o tornou extremamente popular entre os chamados "Texianos" em todo o mundo.

 
 
               Kit Carson - o filme de 1940                     Aqui, o seriado na TV, na década de 1950
            
                                       ambas as imagens - www.IMDb.com
           
    Gibi O Herói da Ebal, década de 1950              Gibi Superaventuras da Ediex, década de 1960,
                                                                                            que publicou o filme de 1940
                                 
                                              Ambos -  Acervo www.70-anos-de-gibis
                         
                                          O Kit Carson (mais velho) presente em TEX
                                            
                                                              www.texwiller.forumfree.org

 

........................................................................................................................................................................................................................
.......................................................................................................................................................................................................................
 

20 - DICK TRACY - Paladino da lei e da ordem

Herói (policial) que luta contra gângsteres e o crime organizado, criado pelo cartunista americano Chester Gould (1900 - 1985) em 1931. A RGE editou o gibi no Brasil, na década de 1950, que fazia sucesso junto a um público muito específico: aquele que apreciava aventuras policiais envolvendo detetives, como era o caso de Dick Tracy.

Em 1945 foi produzido o primeiro filme com Dick Tracy, tendo novas versões em 1946 e 1947. Foi refilmado em 1990, com Warren Beatty no papel-título e que também o dirigiu, e Madonna vivendo a personagem Breathless Mahoney.

Vejam mais detalhes de Dick Tracy em "Curiosidades sobre Gibis", neste site.

 Cartaz do filme de 1990 e capa do DVD       A incrível Madonna; ao fundo Dick Tracy

  

                                  www.IMDb.com                             www.pinterest.com

 

                                      Vejam o gibi RGE de 1957 - Dick Tracy

                                            

                                          http://submundo-hq.blogspot.com.

..........................................................................................................................................................................................................................

..........................................................................................................................................................................................................................

21 - GUNGA DIN - Grandioso filme de aventuras da década de 1930

Filme clássico de aventuras, de 1936, em preto-e-branco, do aclamado diretor George Stevens, com Cary Grant, Douglas Fairbanks Jr., Victor McLaglen e Joan Fontaine, e que fez muito sucesso durante décadas.

Trata-se de um filme épico, muito bem elaborado (George Stevens, na verdade, era um perfeccionista - vide Shane e Giant), sobre os conflitos entre a Seita Hindú (Thugs) - adoradores da Deusa Kali - e os colonizadores ingleses, representados pelos Lanceiros da Índia. Existe um outro filme da mesma época - 1935, exatamente com este título - vide item 45, posterior, deste módulo.

Foi publicado em fotos pela Ediex (Editormex), no gibi Superaventuras, nº 38, em 1964, já disponível neste site no segmento "Produtos - Acervo".    

                         Cartaz do filme                                            Abaixo, o gibi da Ediex

   

                                               www.tcm.com               Acervo:www.70-anos-de-gibis

.............................................................................................................................................................................................................

.............................................................................................................................................................................................................

22 - RED RIVER - Um marco na história do western, com grande interpretação de John Wayne

Rio Vermelho, faroeste de 1948, do diretor Howard Hawks, com John Wayne, a líndissima Joanne Dru, Montgomery Clift (antes do acidente que acabou por modificar sua fisionomia) e John Ireland, entre outros. 

Um dos grandes westerns americanos, cultuado pela crítica e sempre considerado entre os melhores. Realmente John Wayne tem um desempenho excepcional, e aqui, com certeza, ele já deveria ter ganho um Oscar, exatamente como aconteceu alguns anos depois em The Seachers - Rastros de Ódio e em The man who shot Liberty Valance - O Homem que matou o Facínora. Três grandes injustiças cometidas pela Academia. 

O filme narra a história de um pioneiro do Velho Oeste que parte para as pradarias, onde se estabelece e se transforma em grande criador de gado, com um jovem que "adota", interpretado por Montgomery Clift, e com o qual, mais tarde, entra em conflito, unicamente por seu gênio intempestivo. Foi filmado em preto-e-branco e, há alguns anos, foi disponibilizada uma versão colorizada do filme, bastante interessante. Um grande faroeste, sem dúvida alguma. 

Trata-se de uma história vigorosa, mostrando a condução de um rebanho de gado por um longo e difícil percurso, e a dureza da vida naqueles tempos, influenciando o comportamento de um homem inicialmente generoso e protetor, e depois cruel e vingativo. Com o surgimento de uma mulher, que simboliza aqui o equilíbrio e o bom senso, solidifica-se o quase milagre da existência humana: o perdão, que redime, reconforta e constrói. É um grande filme, não só do gênero western, mas se constitui em um verdadeiro marco na história do cinema. 

Foi publicado pela Ediex - Editormex, no gibi Foto West, nº 32, de 1964, já incluído no segmento "Produtos - Acervo" deste site. 

                        Vejam o cartaz do filme            e             abaixo.  o  gibi da Ediex
    
                                              www.imdb.com              Acervo: www.70-anos-de-gibis
 
........................................................................................................................................................................................................
........................................................................................................................................................................................................
 

23 - SANGUE DE BÁRBAROS - John Wayne como Genghis Khan

Um curioso filme dirigido por Dick Powell, produzido por Howard Hughes, de 1956, com John Wayne interpretando um mongol: o grande guerreiro Genghis Khan. O elenco contou também com Susan Hayward, Pedro Armendariz e Agnes Moorehead, entre outros. 

Um triste detalhe deste filme é que, filmado no Estado de Utah, no deserto EscalanteUSA, consta ter sido responsável pelo trágico destino da maioria dos participantes - segundo dados oficiais, 97 pessoas - entre eles: diretor, atores e pessoal técnico, contaminados pela radiação de testes nucleares lá realizados, teriam adquirido câncer durante as filmagens, mas não existem conclusões definitivas sobre isto. 

Foi publicado pela Dell nos USA e no gibi Cinemin da Ebal, no Brasil, em setembro/1956, quadrinizado, e já está disponibilizado neste site no ícone "Produtos - Acervo".

 
Capa do DVD do filme em que John Wayne interpreta Genghis Khan
                                                     
              www.IMDb.com 
 
   Vejam os gibis referidos no texto - Cinemin da Ebal - e o gibi americano da Dell, com idênticas capas
                  
                          www. 70-anos-de-gibis                                www.pinterest.com
 
..............................................................................................................................................................................................................
................................................................................................................................................................................................................
 

24 - COMBATE! - Inesquecível série de TV sobre a II Guerra Mundial

Série americana de TV, produzida no período de 1962 a 1967, em cujo início foi dirigida por Robert Altman, ambientada na Segunda Guerra Mundial, estrelada por Vic Morrow e Rick Jason, e que fez grande sucesso no Brasil, apresentada pela TV Excelsior e pela TV Record.  

Vic Morrow, um dos astros, tragicamente perdeu a vida, alguns anos depois, durante as filmagens de um dos 4 episódios de um filme produzido por Steve Spielberg: No Limite da Realidade (Twilight Zone: The Movie - 1983). O acidente foi durante as filmagens, coincidentemente, de um episódio sobre a guerra (no caso, do Vietnam) e duas crianças participantes da equipe de filmagem também morreram, quando um helicóptero caiu sobre os três. O acidente, por sua gravidade e terríveis consequências, levou a um demorado processo contra o diretor John Landis e o produtor Steve Spielberg, tendo sido, inclusive, determinante para a mudança da legislação americana sobre participação de menores em filmes.

Combate!, uma série que ficou na lembrança de todos que viveram àquela época, foi publicada em um gibi a cores da Editora O Cruzeiro, produzido a partir da série apresentada na TV

Vejam mais informações sobre Combate!,  no ícone "Produtos - Acervo" deste site.

 
                   Vic Morrow  e  Rick Jason                                     Abaixo, o gibi referido no texto
              
                                               www.IMDb.com                                Acervo: www.70-anos-de-gibis
 
..................................................................................................................................................................................................................
..................................................................................................................................................................................................................
 

25 - O AGENTE DA U.N.C.L.E. (United Network Command for Law and Enforcement) - Os espiões em alta

Série de TV americana "The Man from U.n.c.l.e.", produzida pela MGM e transmitida pela NBC, no período de set/1964 a jan/1968, com os espiões Napoleon Solo e Illya Kuryakin, personagens vividos por Robert Vaughn e David McCallum. No Brasil, a série foi exibida pela TV Excelsior de São Paulo, canal 9, a partir de 1966.

O gibi Quem Foi?, da Ebal, publicou a série durante um bom período, aliás, a série fez um grande sucesso na TV, exatamente no tempo em que foram lançados os primeiros filmes de 007 - James Bond, com Sean Connery. possivelmente porque 007 só existia no cinema e não na TV

Realmente os dois agentes secretos Napoleon Solo e Ilya Kuryakin fizeram um enorme sucesso no Brasil, ao ponto de serem lembrados até hoje por quem os viu na década de 1960.

Vejam mais informações sobre "O Agente da U.N.C.L.E." no ícone Produtos - Acervo, deste site.

                      
                     Napoleon Solo e Illya Kuryakin
                           "The man from U.n.c.l.e."                                  Abaixo, o gibi referido:no texto

    

                                                               www.IMDb.com                    Acervo: 70-anos-de-gibis
 
.........................................................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................................................
 

26 - BAT MASTERSON - série de TV - Valente jogador e defensor da lei no Velho Oeste

Verdadeiros personagens da história, que se transformam em personagens do cinema e da TV, geralmente têm sua vida romanceada e, em alguns casos, totalmente modificada, pelo que se tornou conhecido como "visão hollywoodiana". Bat Masterson, sem dúvida, é um desses casos. 

Personagem de vários filmes e de uma consagrada série de TV exibida nos USA de 1958 a 1961, produzida pela NBC e estrelada por Gene Barry, é quase impossível saber-se exatamente como foi Bat Masterson. 

Em alguns filmes é tratado como um pistoleiro temido e cruel, em outros aparece como jogador, com gestos e costumes refinados, mesmo sendo um pistoleiro e, na série de TV, foi retratado como um elegante personagem do Velho Oeste, um jogador, mas também um paladino da justiça, inteligente e elegante, portando sempre uma vistosa bengala dourada. 

O verdadeiro Bat Masterson nasceu no Canadá em 1853, tendo falecido em 1921, e sabe-se que foi auxiliar do famoso delegado Wyatt Earp em Dodge City.

De qualquer forma tornou-se um personagem muito conhecido, graças à série de TV exibida no Brasil no período de 1960 até 1964 pela TV Rio (RJ) e TV Tupi (SP), tendo vindo ao Brasil em 1961, alcançando enorme sucesso em suas aparições. 

A música-tema da série teve uma versão em português gravada pelo cantor brasileiro Carlos Gonzaga que, da mesma forma, fez enorme sucesso no rádio. Interessante que (eu me lembro bem) assoviava-se a música em todos os locais; ela realmente se tornou muito conhecida: " No Velho Oeste ele nasceu, e entre bravos se criou, seu nome lenda se tornou, Bat Masterson ..."

A Dell americana publicou o gibi com base na série e, no Brasil, a Ebal publicou Bat Masterson no gibi Aí Mocinho!, por determinado período, coincidente com o auge da série exibida na TV.

                                               A série de TV                          :                                            O gibi da Ebal

 

                                                    www.cinematequefilmes.blogspot.com            Acervo: www.70-anos-de-gibis

 

..................................................................................................................................................................................................................
...................................................................................................................................................................................................................
 
 

27 - MAVERICK - série de TV Uma família de jogadores no Velho Oeste

Uma série de TV produzida a partir de 1957 nos USA, muito popular no Brasil no início dos anos 1960. Narrava as aventuras dos irmãos Maverick, inicialmente interpretados por James Garner e Jack Kelly - Bret e Bart Maverick

Posteriormente James Garner saiu da série, entranto Roger Moore, no papel de um primo seu: Beau Maverick, permanecendo Jack Kelly e tendo sido incorporado, também, Robert Colbert como Brent Maverick, que permaneceu pouquíssimo tempo na série.   

Em 1994, o diretor Richard Donner realizou um bom filme sobre Maverick, com Mel Gibson no papel principal - Bret Maverick - e no qual atuam também: a excelente Jodie Foster e o então envelhecido ator James Garner (já falecido em 2014), numa clara e merecida homenagem pelo papel que desempenhou no passado.

Neste site, no segmento "Produtos - Acervo", na publicação de gibi Maverick, há outras informações. 

A  Empresa Gráfica O Cruzeiro S/A publicou o gibi no Brasil, aproveitando o sucesso da série de TV, enquanto nos USA era publicado pela Dell.

                                                   A série de TV

                                                                                            comicsbulletin.com
 
 Vejam abaixo os gibis:   1) da Ed O Cruzeiro                    2) da Dell americana
 
 
                         
                           Acervo: 70-anos-de-gibis                                 www.pinterest.com
 
......................................................................................................................................................................................
.....................................................................................................................................................................................
 

28 - O CAMINHO DO DIABO - Robert Taylor, em grande momento, vivendo um índio que lutou na Guerra da Secessão

Grande faroeste de Anthony Mann, com Robert Taylor e Paula Raymond. O diretor Anthony Mann realizou inúmeros filmes e, entre eles, memoráveis westerns, como este publicado pela Ediex (Editormex): "O Caminho do Diabo - Devil's Doorway", de 1950.

Mann dirigiu também: Winchester 73; O Preço de um Homem; Região do Ódio; E o Sangue Semeou a Terra; e Um Certo Capitão Lockhart - todos os cinco com James Stewart. Além desses, dirigiu: Almas em Fúria, com Barbara Stanwyck; O Homem dos Olhos Frios, com Henry Fonda; O Homem do Oeste, com Gary Cooper; O Tirano da Fronteira, com Victor Mature; e Cimarron, com Glenn Ford. É uma lista realmente respeitável. Poucos diretores têm um curriculum tão profícuo. Tudo isto sem mencionar os épicos El Cid e A Queda do Império Romano.

O Caminho do Diabo é um filme na linha da valorização do índio americano como cidadão, e também como co-responsável pela construção da grande nação americana, apesar de seu trágico final. Foi realizado quase simultaneamente (poucos meses de diferença), ao filme de Delmer Daves, "Flechas de Fogo", com James Stewart e Jeff Chandler, este, no papel do grande chefe apache Cochise, filme que é tido como o primeiro a retratar o índio de forma "humana". 

Robert Taylor tem um desempenho muito acima da média como "Lance Poole", o índio que se alistou no exército americano e lutou na Guerra da Secessão e que, ao voltar para casa entra em conflito com o branco que tenta roubar suas terras. É um grande filme e o classifico entre os melhores de Anthony Mann

Neste site, no ícone "Produtos - Acervo", faço outras referências a Anthony Mann, nos comentários sobre este filme aqui tratado e sobre outros filmes seus publicados pela Ediex: "Winchester 73" e "O Preço de um Homem", dois grandes clássicos. Além disso, no mesmo ícone, já inseri os gibis editados na França contendo os filmes: "O Homem do Oeste" (comentado também neste módulo - item 39) e "O Homem dos Olhos Frios", onde faço outros registros sobre Mann, sem dúvida, um dos maiores diretores do gênero western, com uma notável lista de realizações. 

O gibi Foto Aventuras nº 17, da Ediex, que contém o filme "O Caminho do Diabo" em fotos preto-e-branco, com o título de "Eu vi a morte", foi publicado em Maio/1962, uma reprodução do gibi Photo Aventures anteriormente publicado na França, com a mesma capa. 

Neste módulo há quatro matérias abordando filmes de Anthony Mann: este ítem 28; no item 39 - O Homem do Oeste; no item 56 - Winchester 73; e no item 69 - O Preço de um Homem.

 

    Abaixo, um dos cartazes (o mais fiel) do belíssimo filme           E, abaixo, uma de suas belas cenas              

             
                                        www.northcoastjournal.com                                                         moviemorlocks.com                                                                                                                                                                                                                                                                        
 
                                  Abaixo, o gibi da Ediex                                    E aqui o gibi editado na França
                                                                                                                   
                                 Acervo: www.70-anos-de-gibis                                                     starducine.com
 
 
............................................................................................................................................................................................................
............................................................................................................................................................................................................
 

29 - A LEI DO MAIS VALENTE - Clint Walker em grande aventura nos primeiros tempos do Oeste 

Yellowstone Kelly - Filme estrelado por Clint Walker, de 1959, dirigido por Gordon Douglas, um cineasta com grande quantidade de boas realizações. Edward Byrnes, a bela Andra Martin, no papel de uma índia, e John Russell, também um índio, completam os atores principais, secundados por Ray Danton, outro índio. 

Consta que Charlton Heston e Ricky Nelson (que atuou em Rio Bravo - Onde Começa o Inferno), teriam sido convidados para os dois principais papéis do filme, mas estavam com outros compromissos na época. É um filme muito agradável de se ver, com belíssimas paisagens, possivelmente da região do Wyoming, nos USA, abordando o conflito entre o branco "invasor" e as nações indígenas americanas - neste caso - os Sioux.

O filme foi publicado pela Dell americana, em quadrinhos, e pela Ediex (Editormex), na forma de fotos em preto-e-branco, no gibi Foto West, nº 33, de 1964.  

Leiam mais sobre o gibi, no ícone "Produtos - Acervo", deste site. 

                           

                               Cartaz  /  Capa do DVD                            

                                                              www.imdb.com
 
                    O gibi da Dell - USA                                            O gibi da Ediex
                       
                                  www.ebay.com                       Acervo: www.70-anos-de-gibis
 
.........................................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................................

 

30 - WINNETOU - O grande herói do Velho Oeste criado pelo alemão Karl May

Os países europeus, conforme já foi dito neste site, sempre tiveram grande simpatia pelo Velho Oeste Americano. Exemplo dessa afirmativa são os inúmeros gibis produzidos pela BD (Banda Desenhada) franco-belga - Lucky Luke, Comanche, Tenente Blueberry, Os Túnicas Azuis, Umpa-pá, Jerry Spring, Durango, Pinkerton; TEX e Ken Parker,  oriundos da Itália (não nos esquecendo da série Storia del West); os inúmeros filmes westerns (chamados westerns spaghetti) também produzidos na Itália; e a maravilhosa saga de Karl May (1842 - 1912), alemão, narrando as aventuras do índio Winnetou e seu grande amigo Old Shatterhand.  

Inúmeros filmes foram realizados (o primeiro em 1962), com base na obra de Karl May, pelo diretor Harald Reini, tendo Pierre Brice - que lamentavelmente faleceu em junho/2015 - feito o papel de Winnetou - dos orgulhosos Apaches Mescaleros e, num primeiro momento, Lex Barker como Old Shatterhand, mais tarde substituído por Stewart Granger, ambos, Barker e Granger, com muito boas atuações.

Um dos pontos fortes dos filmes é a exuberante paisagem, valorizada pela alta qualidade da fotografia, simplesmente impressionante. O local escolhido para a aldeia da tribo de Winnetou é de uma beleza ímpar: a aldeia no alto de um penhasco e, abaixo, um grande lago. Consta que as filmagens foram feitas em locais onde hoje é a Croácia. Vale a pena assistir a esses belos filmes realizados na década de 1960.

Leiam mais sobre Winnetou nos ícones "Produtos - Acervo" e "Curiosidades sobre Gibis" deste site.

A Ediex (Editormex) publicou no gibi Foto Aventuras nº 47 de 1964, com o título de "Emboscada em Silver Lake", um de seus filmes, com a capa do gibi contendo um maravilhoso desenho de Winnetou, extremamente fiel ao Winnetou vivido por Pierre Brice. Pena que não se sabe quem foi o desenhista, cuja capa já havia sido publicada no gibi editado na França, que também publico logo abaixo.

Aqui um exemplar do livro de Karl May                E abaixo, uma cena com Winnetou e Old Shatterhand

                                                                                               (Pierre Brice  e  Lex Barker)

     

                                 www.pinterest.com - ambas as imagens

      

      Abaixo, o gibi brasileiro da Ediex                            E aqui, o gibi editado na França, 

                                                                                                  com idêntica capa

                       

          Acervo:  www.70-anos-de-gibis                                      starcineaventures

 

                            E abaixo, Winnetou e Old Shaterhand                          Um belo desenho de Heinz Osthoff

                                    (entre eles, Karl May)                                                          sobre Winnetou

 

                                                    winnetou-the-beggining.com                                                  pinterest.com

.............................................................................................................................................................................................................

.............................................................................................................................................................................................................

31 - A CONQUISTA DO OESTE  -  Monumental western de 1962, uma verdadeira epopéia revivendo o Velho Oeste

A Conquista do Oeste - How the West Was Won”, da MGM, de 1962, baseado em uma novela de Louis L'Amour, teve três diretores para as cinco partes do filme , ou seja,  Henry Hathaway (3 partes), John Ford e George Marshall, todos três do maior gabarito, sem dúvida alguma. Acredito que tenha sido muito difícil, manter a unidade do filme com três diretores desse nível, acostumados a decidirem por si, de forma totalmente independente.

A parte inicial, que mostra os pioneiros em direção às terras do Oeste selvagem, teve a direção de Hathaway, e foi estrelada por James Stewart, Carrol Baker e Debbie Reynolds. Hathaway dirigiu, também, a parte que envolve a caravana, que tem Gregory Peck, Robert Preston e novamente Debbie Reynolds, como principais astros. 

A sequência da Guerra Civil foi dirigida por John Ford e tem John Wayne num dos principais papéis, vivendo o General Sherman.

A parte da construção da ferrovia, dirigida por George Marshall, o diretor de “O Irresistível Forasteiro”, "Gloriosa Vingança" e “Trágica Emboscada”, é muito bem feita e tem como astros: Henry Fonda, Richard Widmark e George Peppard . E quanto à parte final, novamente de Hathaway, eu a considero a melhor de todas. George Peppard reaparece mais velho e vive um verdadeiro delegado do Velho Oeste, com Eli Wallach em outro de seus grandes desempenhos. O perigoso confronto final no trem em movimento é simplesmente antológico, um dos grandes momentos do cinema, sem dúvida. 

Eu assisti “A Conquista do Oeste” em São Paulo,  pela primeira vez, em 1965 (portanto, há 50 anos !!!), no Cinerama, cujos recursos técnicos de exibição tinham alto grau de realidade. Lembro-me muito bem da sequência do estouro de búfalos. Muita gente gritando e se abaixando nas poltronas, pois a impressão que se tinha na tela do Cinerama era que os búfalos vinham em direção à platéia. 

Lembro-me, também do marcante desempenho de Henry Fonda, um ator sempre competente, no papel do velho desiludido com o progresso: Jethro Stuart e que acaba por se isolar nas montanhas, longe da civilização. E, por último, a música (Greensleaves) que Debbie Reynolds (hoje com 74 anos) canta em momentos diferentes, ou seja: no início, dando sequência à história, e finalizando-a. Um belíssimo faroeste. 

O gibi original produzido nos USA foi editado pela Gold Key em 1963, com roteiro de Paul S. Newman e belíssimos desenhos de Warren Tufts.

Leiam mais sobre "A Conquista do Oeste", no ícone "Produtos - Acervo", deste site, onde está publicado o gibi Cinemin da Ebal, com o filme em quadrinhos, no nº 22, de 1965.  

        
                  Uma cena de "A Conquista do Oeste", com Henry Fonda e George Peppard     
                                                                                                                        movieweb.com
 
               Abaixo o gibi Cinemin da Ebal                       E o gibi original Movie Comics da Gold Key
   
                                  www.70-anos-de-gibis                                           www.mycomicshop.com 
 
            Abaixo, James Stewart e Carroll Baker                    E  Gregory Peck e Debbie Reynolds
 
 
                                                    ambas as fotos: www.pinterest.com                                                                                                            
 
............................................................................................................................................................................................................................
............................................................................................................................................................................................................................
                              

32 - KING KONG (1933) - O macaco mais famoso do cinema 

Mesmo realizada há 82 anos (!!!) a versão de King Kong, de 1933, é tida como a melhor delas. Realmente é um filme surpreendente, considerando a dificuldade para se produzir efeitos especiais à época. O filme foi dirigido por Merian C. Cooper e estrelado por Bruce Cabot e Fay Wray. 

A Ebal publicou, em 1977, um interessante gibi de 66 páginas, contendo uma versão quadrinizada do filme, de excelente qualidade. 

Vejam mais informações sobre King Kong nos ícones "Produtos - Acervo" e "Curiosidades sobre Gibis", deste site.

 
 
                     Vejam um poster (cartaz)  do filme                        Abaixo o belo gibi da Ebal
     
                                                   flick.com-paul.maion                       Acervo: 70-anos-de-gibis
 
................................................................................................................................................................................................................................................
................................................................................................................................................................................................................................................
 
 

33 - WYATT EARP - Série de TV -  Lei e ordem no Velho Oeste

A partir dos anos 1960, tivemos inúmeras séries de TV apresentadas no Brasil. Já destacamos algumas delas neste site e, agora, publicamos detalhes de Wyatt Earp (The Life and Legend of Wyatt Earp), baseada na lenda criada em torno do verdadeiro Earp, e que, estrelada por Hugh O'Brian fez muito sucesso no Brasil. Um detalhe realmente interessante e uma boa notícia para todos nós é que o ator Hugh O'Brian completou 90 anos em abril último, e vem de um casamento realizado aos seus 81 anos de idade !!!

A série, dirigida por Sidney Salkow, foi produzida nos USA pela 20th Century Fox e distribuída pela Rede ABC, no período de 1955 a 1961.

A Ebal, aproveitando o sucesso das séries, como já afirmamos em outros momentos anteriores, inseria em seus gibis os personagens da TV, pelo menos enquanto a série fazia sucesso. 

Assim foi com Wyatt Earp. O gibi Reis do Faroeste, por um período, passou a publicar o herói.

            

                        Vejam aqui uma cena da série de TV                                         E abaixo, o gibi da Ebal

     

                                         https://s-media-cache-ak0.pinimg.com                     Acervo: 70-anos-de-gibis

...........................................................................................................................................................................................................................

...........................................................................................................................................................................................................................

34 - GATILHO RELÂMPAGO - Glenn Ford em um de seus grandes faroestes

Faroeste de 1956, com o título original nos USA de "The Fastest Gun Alive" dirigido por Russell Rouse, com Glenn Ford, Jeanne Crain e Broderick Crawford, um dos bons westerns estrelados por Ford, filmado em preto-e-branco. 

Glenn Ford foi um dos grandes atores de westerns, tendo feito grandes filmes: "3:10 to Yuma - Galante e Sanguinário"; "Jubal - Ao Despertar da Paixão"; "The Violent Men - Um Pecado em cada Alma"; "Cimarron" - (1960); "Texas - Gloriosa Vingança" (este ao lado de William Holden); "The Sheepman - O Irresistível Forasteiro"; e "Cowboy - Como Nasce um Bravo". Foi um dos atores preferidos do diretor Delmer Daves.

Gatilho Relâmpago foi publicado pela Ebal, quadrinizado, no gibi Cinemin 69 de Junho/1957.

Vejam mais detalhes sobre o gibi no segmento "Produtos - Acervo" deste site. 

                        
                              Cartaz e capa do DVD                                      Abaixo, o gibi Cinemin da Ebal
 
  
                                                                       www.imdb.com                Acervo: www.70-anos-de-gibis
 
..................................................................................................................................................................................................................
..................................................................................................................................................................................................................
 

35 - HOMEM ATÉ O FIM - Burt Lancaster em grande atuação

Um belo faroeste - The Kentuckian - de 1955, dirigido pelo próprio Burt Lancaster e estrelado por ele, tem ainda a participação de Walter Matthau, Dianne Foster, Diana Lynn, Donald MacDonald, John Carradine e John MacIntire

Trata-se da empolgante história de um homem do Kentucky que decide partir com seu filho adolescente (vivido por Donald MacDonald, ator que infelizmente faleceu em 2014), para uma nova vida no Oeste Selvagem, mas enfrenta grandes dificuldades, inclusive a falta de dinheiro para realizar seu objetivo, quase impedindo-o de realizar seu sonho.

O filme foi publicado no gibi Photo Aventure - na França - em 1960, tendo sido reproduzido no Brasil pela Ediex, com a mesma capa, no gibi Foto West - nº 6 de 1963, com o título de "O Homem de Kentucky"

Mais detalhes sobre o gibi da Ediex, podem ser vistos no ícone "Produtos - Acervo" deste site.

 
                             Vejam um dos cartazes do filme                                        Abaixo, o gibi editado na França      
           
                                                           western-mood.blogspot.com                                       www.e-bay.com
             
                    Abaixo, o gibi da Ediex           Uma bela cena entre pai-Burt Lancaster e filho-Donald MacDonald
                 
              Acervo: www.70-anos-de-gibis                                                                www.agrandeilusao.blog
 
..........................................................................................................................................................................................................................
..........................................................................................................................................................................................................................
 

36 - O GRANDE MOTIM - Uma grande aventura em alto mar

Mutiny on the Bounty, filme de 1962, dirigido por Lewis Milestone, com Marlon Brando, Trevor Howard, Richard Harris e Tarita (depois Brando). É um grande filme de aventuras; esta é a segunda versão. A primeira, de 1935, teve Clark Gable e Charles Laughton nos dois principais papéis, e a terceira, de 1984, foi estrelada por Mel Gibson e Anthony Hopkins. 

A história é sobre o conflito entre o Capitão do navio (vivido por Trevor Howard), e a sua tripulação, que recebe o apoio do imediato Fletcher Christian (Brando), resultando em um grande motim, ou seja, um ato extremo que modifica totalmente a vida de todos.

A versão de 1962 teve um detalhe especial: a presença de Marlon Brando no auge de sua carreira. Brando, um grande ator, de difícil personalidade, apaixonou-se durante as filmagens pela nativa Tarita, nascida em Bora Bora, na Polinésia Francesa, participante do filme, tendo casado com ela algum tempo depois. 

O filme foi publicado pela Ebal, quadrinizado, no gibi Cinemin7 de julho/1964

Leiam mais sobre "O Grande Motim" no ícone "Produtos - Acervo", deste site.

 

                  Abaixo, o cartaz do filme                                          E o gibi Cinemin da Ebal

                                                            www.imdb.com             Acervo: www.70-anos-de-gibis
 
..................................................................................................................................................................................................................................
..................................................................................................................................................................................................................................

 

37 - TRAIÇÃO DE IRMÃO - Nos tempos de Wild Bill Hickok, de Bufallo Bill, e do General Custer

Badlands of Dakota é um interessante western da década de 1940, mais precisamente de 1941. O filme dirigido pr Alfred E. Green, teve um elenco respeitável para a época: Robert Stack, Ann Rutherford, Broderick Crawford, Richard Dix, Frances Farmer e outros. Farmer fez o papel de Calamity Jane, mais tarde vivido por Doris Day em um filme muito especial sobre a conhecida personagem. 

É um faroeste que poderia ser classificado como "B", mas que apresenta momentos bastante especiais, conferindo-lhe uma condição um pouco mais expressiva. Richard Dix, grande ator da época (foi Yancey Cravat na primeira versão de Cimarron), tem aqui um desempenho irretocável como o grande Wild Bill Hickok. Lamente-se apenas o personagem pouco significativo de Broderick Crawford, ator muito acima do que realizou neste filme. 

O filme foi originalmente publicado no gibi editado na França - Far West Magazine e, posteriormente, no Brasil, com a mesma capa, com o título de "Ódio e Sangue", no gibi Foto Aventuras da Ediex, nº 7 de 1961, ambos em fotos preto-e-branco, com muito boa qualidade. 

Leiam mais sobre o gibi da Ediex e sobre o gibi Far West Magazine, no ícone "Produtos - Acervo", deste site.

 
                                   Vejam o cartaz do velho faroeste de 1941                                        
    
                                                                                www.pinterest.com
 
              Abaixo, o gibi Far West - França    e    o gibi Foto Aventuras - Brasil
                
                                     Ambos: Acervo www.70-anos-de-gibis
 
            Abaixo, uma homenagem deste site à belíssima e incompreendida atriz
                                                      Frances Farmer
 
                                
                                                              www.pinterest.com
              
                    
........................................................................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................................................................
 
 

38 - O ÚLTIMO MALFEITOR (ou CADA CRIME TEM SEU PREÇO) - Um nostálgico faroeste "B"

Bad Men of Tombstone - um faroeste "B", em preto-e-branco, muito bem elaborado, dirigido por Kurt Newmann em 1949. Barry Sullivan desempenha o papel principal, do oportunista Tom Horn, que nada tem a ver com o histórico personagem mais tarde vivido por Steve McQueen. 

Tom Horn chega em uma pequena cidadezinha do Velho Oeste americano e inicia sua breve e conturbada trajetória. O filme tem um roteiro muito bem desenvolvido e apresenta bons desempenhos de Sullivan, Marjorie Reynolds, Broderick Crawford (mais uma vez como o "bandidão"), e do próprio elenco de apoio, o que demonstra o pulso do diretor. 

O filme foi publicado com o título de "Os Bandidos da Cidade Fantasma", no gibi Superaventuras da Ediex, nº 6 de 1961, em fotos preto-e-branco de muito boa qualidade. 

Mais detalhes sobre a Ediex poderão ser vistos nos comentários dos inúmeros gibis publicados no módulo "Produtos - Acervo", deste site, além de várias considerações nos módulos "Curiosidades sobre Gibis" e "Cartazes, Fotos e Informações ...". 

Tenho especial carinho por este filme, somos do mesmo ano: 1949.

 
                      Vejam o cartaz do filme de 1949                 e                 abaixo, o gibi da Ediex de 1961
 
        
                                                         cinemasentries.com                      Acervo: www.70-anos-de-gibis
 
 
                                                     Abaixo, a belíssima Marjorie Reynolds                                                            
                                          
                                                                                        www.likesuccess.com
                          
 
................................................................................................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................................................................................................
 

39 - O HOMEM DO OESTE - Um dos grandes westerns de Anthony Mann 

Man from the West - faroeste de 1958, dirigido por Anthony Mann, com Gary Cooper, Lee J. Cobb, Julie London e Jack Lord. Trata-se da vigorosa história de um ex-bandido que, acidentalmente, reencontra o bando a que pertenceu e é obrigado a voltar à antiga vida de fora-da-lei.

Lee J. Cobb, como o chefe da quadrilha tem um desempenho antológico e Jack Lord, faz o papel de um covarde membro da "gang", em um de seus melhores momentos no cinema. Anthony Mann realmente foi um grande diretor de westerns, conforme já abordado neste site em vários outros momentos.

O filme aqui abordado foi publicado em fotos preto-e-branco, no gibi Star Ciné Aventures! da França, em setembro/1959, com o título de "L'Homme de L'Ouest" e faz parte de meu acervo, já figurando neste site no módulo "Produtos - Acervo".

Curiosamente, a Ediex, que publicava os mesmos gibis no Brasil, não o publicou, assim, só existe a edição francesa.

Neste módulo há quatro matérias abordando filmes de Anthony Manneste ítem 39; no item 28 - O Caminho do Diabo; no item 56 - Winchester 73; e no item 69 - O Preço de um Homem.

 

         Uma cena com Gary Cooper e Julie London          Abaixo, o gibi Star Ciné Aventures! - França

          

                                                         www.imdb.com                     Acervo: www.70-anos-de-gibis

                                          

                                          Um grande momento de O Homem do Oeste

                                                       Gary Cooper e Jack Lord

                           

                                                                                                   www.imdb.com

......................................................................................................................................................................................................................................

......................................................................................................................................................................................................................................

40 - O PIRATA SANGRENTO - The Crimson Pirate - Burt Lancaster em grande momento

Uma das maiores aventuras vividas no cinema por Burt Lancaster. O filme é de 1952, dirigido por Robert Siodmark, e estrelado por Lancaster, pela belíssima Eva Bartok, Nick Cravat e Torin Thatcher. Foi um grande sucesso à época, principalmente pelas cenas de malabarismo proporcionadas por Lancaster e Cravat.  

A Ediex publicou o filme no Brasil. em fevereiro/1963, no gibi Superaventuras - nº 26, com o título de "O Corsário Vermelho", em fotos preto-e-branco. 

Leiam mais sobre o gibi da Ediex no ícone "Produtos - Acervo", deste site.

 
                 Vejam um belo cartaz do filme ()capa de DVD)                             Abaixo, o gibi da Ediex
 
        
                                                                           www.imdb.com               Acervo: www.70-anos-de-gibis
.............................................................................................................................................................................................................
..............................................................................................................................................................................................................................
 

41 - O GAVIÃO E A FLECHA - The Flame and the Arrow - A maior aventura de Burt Lancaster 

Sem dúvida, foi o maior filme de aventuras estrelado por Burt Lancaster. Dirigido por Jacques Tourneur, o filme é de 1950 e, além de Lancaster, em grande forma, tinha em seu elenco, entre outros, Virgínia Mayo, Robert Douglas e seu inseparável amigo Nick Cravat. 

No Brasil, o filme fez um enorme sucesso, e realmente é um grande filme de aventuras. Há uma cena desse filme que se tornou imortal, pelo menos para nós brasileiros. É um momento em que Dardo (Burt Lancaster) acompanhado de seu filho, está em posição de atirar uma flecha. Essa cena foi impressa em cadernos escolares (brochuras) da década de 50, e era difícil, naqueles anos, um garoto que não possuísse um desses cadernos. 

O filme foi publicado em fotos preto-e-branco, na França, no gibi Star Ciné Bravoure 57, com o título de "La Fleche et le Flambeau", em maio/1963. No Brasil, foi publicado pela Ediex, com capa idêntica, no gibi Foto Aventuras, nº 40 de 1964, com o título de "A Flecha e o Archote". 

Leiam mais sobre o gibi da Ediex no ícone "Produtos - Acervo", deste site.

                 
                         Vejam, abaixo, o cartaz do filme                           Abaixo, o gibi editado no Brasil, pela Ediex
 
       
                                                                      www.imdb.com                    Acervo: www.70-anos-de-gibis
 
  Cartaz do filme na Itália, com o título "La Leggeda de L"Arciere di Fuoco".
  Esta é a cena imortalizada em cadernos escolares no Brasil              Abaixo, o gibi editado na França
      
                                                 www.benitomovieposter.com                                          www.ebay.com
 
..........................................................................................................................................................................................................
..........................................................................................................................................................................................................
 

42 - BONANZA - inesquecível série de TV

O Velho Oeste americano tornou-se um formidável celeiro de incontáveis séries, seriados e filmes, realizados notadamente na década de 1950. Já tivemos oportunidade neste site, de publicar uma quantidade considerável de gibis, cujos personagens e ambientes foram desenvolvidos dentro da visão, a partir de 1930/1940, do que teria sido realmente o Velho Oeste. Há controvérsias, no entanto, pois existe quem afirme que o Oeste idealizado nos filmes e gibis jamais existiu. 

Há livros a respeito, mostrando a difícil vida naqueles tempos, a violência sem limites, a fragilidade da justiça, a água sem tratamento algum, os alimentos mal conservados, as doenças, as dificuldades de toda ordem. Em especial, podemos registrar o livro "O Faroeste", escrito por Claudio Fohlen, publicado no Brasil pela Companhia das Letras, no qual podemos observar todos os detalhes citados, e outros, mostrando que aqueles tempos realmente não foram fáceis. 

Mas, independentemente disso, as séries de TV, os seriados e os filmes alcançaram enorme sucesso durante muito tempo, talvez até porque tenham mostrado o Velho Oeste da forma idealizada e não da forma real.  Entre as inúmeras séries produzidas para a TV, uma delas se destacou, sem dúvida: Bonanza, produzida pela NBC, e que teve longa duração: de 1959 a 1973. 

Bonanza, criação de David Dortort e Fred Hamilton, mostrava as aventuras da família Cartwright, donos da imensa Fazenda Ponderosa, interpretados por Lorne Greene, Michael Landon, Dan Blocker e Pernell Roberts, respectivamente: Ben Cartwright e seus filhos: Joseph (Little Joe), Hoss e Adam.

A série chegou à espantosa cifra de 430 episódios, nos quais atuaram centenas de atores convidados, inclusive vários atores de primeira linha do cinema americano. William F. Claxton foi o principal diretor (maior número de episódios), mas vários outros diretores também tiveram atuação significativa, inclusive Michael Landon que, além de dirigir alguns episódios, também participou do roteiro de vários deles. A trilha sonora da série - composição de Ray Evans e Jay Livingston -  tornou-se muito conhecida. Outros compositores atuaram na série também, entre eles, David Rose.

O ator Pernell Roberts (Adam Cartwright), em determinado momento da série rescindiu seu contrato e afastou-se (como solução, foi criada na série uma viagem de Adam para a Austrália), provocando certas dificuldades de continuidade, no entanto, seu afastamento acabou por não determinar o fim da série, que ainda durou algum tempo. Dan Blocker (Hoss) veio a falecer ainda em 1972, com apenas 43 anos de idade.

Apenas para termos uma idéia de quanto tempo já se passou desde os primeiros episódios, observem que Lorne Greene nasceu em 1915, portanto, teria hoje 100 anos (faleceu em 1987). Michael Landon faleceu em 1991, com apenas 54 anos. E Pernell Roberts faleceu em 2010 com 81 anos !!! Muito triste, mas todos já se foram.

No Brasil, a série foi transmitida pela TV Tupi de São Paulo, e a Editora O Cruzeiro, aproveitando seu sucesso, lançou um gibi a cores, cuja duração foi correspondente à permanência da série no ar. Recentemente, o canal de TV a cabo - TCM passou a reapresentá-la. 

Particularmente, gostaria de dizer que era uma de minhas séries preferidas e deixo aqui o registro de uma homenagem deste site aos autores, diretores, atores e compositores, que fizeram de Bonanza um sucesso em todo o mundo, durante vários anos.

Leiam mais sobre Bonanza no ícone "Produtos - Acervo" deste site.

 
                          
                       Vejam um dos cartazes da série (capa DVD)                                Abaixo, o gibi editado no Brasil
   
                                                                                      www.imdb.com                Acervo: www.70-anos-de-gibis
.........................................................................................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................................................................................
 

43 - SCARAMOUCHE - Um dos maiores clássicos "capa e espada"

Nos primeiros tempos do cinema e até a década de 1960, dois gêneros disputavam, no Brasil, a liderança na preferência do público: filmes ambientados no Velho Oeste americano - os westerns - e os filmes chamados "capa e espada"

No primeiro grupo tivemos grandes atores - Gary Cooper, John Wayne, James Stewart, Errol Flynn, Gregory Peck, Henry Fonda, William Holden, Glenn Ford, Burt Lancaster, Kirk Douglas, Robert Taylor, Randolph Scott, Joel MacCrea, Richard Widmark, etc - e inúmeros e memoráveis filmes, muitos dos quais já fazem parte deste site, publicados que foram, ao longo do tempo, por inúmeros gibis. No segundo grupo tivemos, da mesma forma, atores  de alto gabarito vivendo personagens os mais diversos - históricos ou não - entre eles: Douglas Fairbanks / Douglas Fairbanks Jr, Errol Flynn, Tyrone Power, Cornel Wilde, Burt Lancaster, Robert Taylor, Tony Curtis, Robert Wagner, Mel Ferrer, John Derek, Lex Barker, Jean Marais, Gene Kelly, Stewart Granger, Steve Reeves (e Alain Delon - A Tulipa Negra), etc. 

E é um filme de Stewart Granger que publicamos agora, um dos maiores representantes do segundo grupo citado: Scaramouche, de 1952, estrelado também por Mel Ferrer e pelas belíssimas atrizes Eleanor Parker e Janeth Leigh. O filme foi dirigido por George Sidney e fez enorme sucesso no cinema durante vários anos seguintes ao seu lançamento. A fotografia do filme é excelente, valorizando sobremaneira a cuidada coreografia das cenas de duelo entre os espadachins. Um grande filme.

A Ediex (Editormex) o publicou no gibi Foto Star Capa e Espada, nº 2 de 1964. Estes gibis foram, originalmente publicados na França, inclusive com a mesma capa. Ainda estou pesquisando sua publicação naquele país. 

 
                           O cartaz de Scaramouche                                  Abaixo, o gibi da Ediex 
     
                                                            www.imdb.com             Acervo: www.70-anos-de-gibis
    
........................................................................................................................................................................................................................................
........................................................................................................................................................................................................................................
 

44 - GARFIELD - um gato cujo prato preferido é ... lasanha !!!

É realmente o gato mais folgado - leia-se preguiçoso - que já surgiu nas histórias em quadrinhos. Temos, entre outros, o "Tom" e o "Manda-Chuva" de Hanna Barbera e o quase centenário Gato Felix (1919), de tão boa memória, mas Garfield realmente "excedeu", não só nas tiras iniciais dos jornais, mas também nos gibis, desenhos da TV e filmes de longa metragem, como o lançado em 2004. 

Criado na década de 1970 pelo norte-americano Jim Davis, e  publicado a partir de 1978, Garfield se transformou em um personagem conhecido e amado no mundo todo. É um gato temperamental e, na verdade, temos a impressão (a certeza) de que, quem realmente comanda as ações é Garfield, pois seu dono Jon, e o cão Odie, são apenas seus auxiliares, seus subordinados, servindo-o quando lhe convém (e não devem reclamar nunca). 

Garfield foi publicado pela Cedibra, no Brasil, em simpático gibi - aparentemente - de 1988.

                                    A capa do DVD                                                   Abaixo, o gibi nº 1 da Cedibra

             
                                                                   www.imdb.com                     Acervo: www.70-anos-de-gibis
 
 
::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
 

45 - LANCEIROS DA ÍNDIA - Um dos maiores clássicos do cinema da década de 1930

Temos que admitir, sem dúvida, o valor que tem culturalmente a década de 1930, tanto no que se refere aos quadrinhos, com o surgimento de incontáveis personagens (vide, neste site, o módulo Breve Histórico - Primeiros Tempos), a maioria deles até hoje presente em modernos gibis, quanto no tocante ao cinema, com vários filmes que se transformaram em clássicos ao longo do tempo. 

Inúmeros filmes importantes foram realizados praticamente ao mesmo tempo e até hoje são reverenciados como grandes realizações. Apenas para citar algumas grandes aventuras da época: Gunga Din, Beau Geste, Capitão Blood, As Aventuras de Robin Hood, e este aqui publicado - Lanceiros da Índia (The Lives of a Bengal Lancer), de 1935, portanto, há 80 anos !!!, dirigido pelo excelente diretor Henry Hathaway.  

Dois deles foram estrelados por Gary Cooper - Beau Geste e Lanceiros da Índia, outros dois por Errol Flynn - Capitão Blood e As Aventuras de Robin Hood, e Gunga Din por Cary Grant, filme que já faz parte deste site, inserção neste módulo - item 21, e no módulo - Produtos - Acervo.

Lanceiros da Índia é um grande espetáculo em preto-e-branco. Em seu elenco, além de Cooper, temos Franchot Tone, outro grande ator da época, e Richard Cromwell. Aparecem, também, outros atores coadjuvantes de primeiro nível. 

Cabe aqui, no entanto, uma ressalva: mesmo não havendo indicação no gibi, e apenas com base na história contida e nos personagens publicados na capa, estou convicto de que ele, na verdade, se refere a uma série de TV produzida nos USA entre 1956 e 1957, de curta duração - 26 episódios apenas - estrelada por Philip (Phil) Carey, Warren Stevens e Patrick Whyte. e que no Brasil foi chamada de "Lanceiros de Bengala". 

A Ebal publicou quadrinização com base (tudo indica) na série de TV, com desenhos de muito bom nível, no gibi CINEMIN - nº 74, em Novembro/1957, gibi este que reproduzimos abaixo e que é extremamente raro.

 
                       Abaixo, o cartaz do filme                              E o gibi da Ebal - Cinemin

         

                                  www.movieposterdb.com                      Acervo: www.70-anos-de-gibis  
                            
                              
                                        Vejam abaixo o livro de Francis Yeats-Brown que deu origem ao filme 
 
                                                         
                                                                                                     frases365.com
 
::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::  
 

46 - CÉU AMARELO - Yellow Sky - Vigoroso western com Gregory Peck

Os filmes ambientados no Velho Oeste americano alcançaram grande destaque no final da década de 1940 e durante toda a década de 1950, com produções de alto nível e que justificaram plenamente o sucesso do gênero. O western aqui abordado - "Céu Amarelo - Yellow Sky", de 1948, dirigido por William A. Wellman, e estrelado por Gregory Peck e Anne Baxter, é um exemplo típico dessa safra de magníficos filmes. 

Estão presentes no elenco, também, Richard Widmark e John Russell, que fazem parte do bando de ladrões que se refugiam em uma pequena fazenda. É um excelente filme com grande carga dramática.

A Ediex (Editormex) o publicou no gibi Lei do Oeste, nº 2, de 1965, em fotos preto-e-branco de boa qualidade. 

Leiam mais sobre este gibi no módulo "Produtos - Acervo", deste site.

 
                     Vejam o cartaz do filme (capa do DVD)                                          Abaixo, o gibi da Ediex
           
 
                                                                        www.imdb.com                         Acervo: www.70-anos-de-gibis
 
:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
 

47 - VINGANÇA NO CORAÇÃO - Trooper Hook - Joel McCrea e Bárbara Stanwyck em seu último filme juntos

Em 1939, Joel McCrea e Barbara Stanwyck foram os protagonistas de "Aliança de Aço - Union Pacific", grande western de Cecil B. de Mille e, 18 anos depois, em 1957, e já tendo feito cinco filmes juntos, estrelaram este, aqui divulgado - "Vingança no Coração - Trooper Hook", dirigido pelo excelente diretor Charles Marquis Warren, também conhecido como competente roteirista.

Estão também no filme, Earl Holliman (em grande desempenho), John Dehner, Rodolfo Acosta (como o chefe apache Nanchez) e o garoto Terry Lawrence (como o pequeno índio), que nunca mais atuou em qualquer outro filme.

Trata-se da história de uma mulher branca raptada pelos índios apaches e que passa a viver entre eles, tendo tido um filho com o temerário cacique Nanchez. Salva dos índios, cabe ao Sargento Hook - McCrea, a dura missão de levá-la de volta para casa juntamente com seu filho. O filme aborda com muita propriedade a questão do preconceito racial e o personagem de McCrea - Sargento Hook, assume uma postura que hoje, sem dúvida, poderia ser definida como "politicamente correta". 

A Ediex (Editormex) o publicou no gibi Foto Aventuras, nº 30, em 1963, com o título de "A Escrava dos Apaches". Foi publicado anteriormente na França, pelo gibi Photo Aventures e já o encontrei na internet há algum tempo, mas não o tenho. Voltarei a pesquisar e, encontrando-o, publicarei sua capa. 

Leiam mais sobre o gibi e o filme, no módulo "Produtos - Acervo", deste site.

OBSERVAÇÃO EM 25 09 2015 - Pesquisei na internet e consegui obter uma imagem da capa do gibi Photo Aventures que foi publicado na França. Assim, como havia me comprometido, estou publicando mais abaixo, a referida capa. 

 
              Abaixo, imagem do filme (capa do DVD)                                     E, abaixo, o gibi da Ediex 
             
                                                         www.wbshop.com                         Acervo: www.70-anos-de-gibis
 
                                  E o gibi publicado na França
 
                            
 
                                                         starducine.com
 
:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
 

48 - OLHANDO A MORTE DE FRENTE - Realismo e coragem no Velho Oeste 

Um belo western com Errol Flynn, "Olhando a Morte de Frente - Rocky Mountain" , filme de 1950 , dirigido por William Keighley (1889 - 1984), um grande diretor, mas também pouco conhecido, apesar de que fez vários filmes com Errol Flynn, entre eles "O Príncipe e o Mendigo". 

Não é um dos mais conhecidos faroestes estrelados por Flynn, como: Dodge City, O Intrépido General Custer, Montana, San Antonio, Virgínia City, mas certamente é um dos melhores. Trata-se de um filme muito bem elaborado, com esplêndida fotografia em preto-e-branco, bastante realista, e com um desempenho surpreendente do elenco, que conta, também, com Patrice Wymore e Scott Forbes, entre outros. O personagem de Flynn - Capt. Lafe Barstow - é muito carismático, dando uma surpreendente dimensão à história e ao filme como um todo. 

Foi publicado pela Ediex - Editormex, no gibi Superaventuras nº 16, de 1962, com o título de "A Carga do 7º Regimento". Esses gibis eram publicados num momento anterior, na França, na série Star Ciné Aventures!, mas ainda não localizei na internet, este exemplar lá publicado. Assim que conseguir identificá-lo publicarei aqui a sua capa. 

Vejam mais informações a respeito do gibi e do filme, no ícone "Produtos - Acervo", deste site. 

OBSERVAÇÃO EM 26 09 2015 - Pesquisei na internet e consegui obter uma imagem da capa do gibi Photo Aventures que foi publicado na França. Assim, como havia me comprometido, estou publicando mais abaixo, a referida capa. 

 
 
                Uma das belíssimas cenas desse faroeste pouco conhecido                           Abaixo, o gibi da Ediex    
 
 
 
                                                                                         www.imdb.com                    Acervo: www.70-anos-de-gibis
 
                            E o gibi publicado na França
 
                      
                                                 starducine.com
 
::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
 

49 - ROBOCOP (1987) - o então "policial do futuro" 

Um filme futurista, realizado em 1987, portanto há 28 anos !!! (é incrível a rapidez com que passam os anos), pelo diretor Paul Verhoeven, estrelado por Peter Weller e Nancy Allen. O filme, na verdade, adotou a mesma fórmula do seriado TV, de 1974 - "O Homem de Seis Milhões de Dólares - The Six Million Dollar Man", que deu enorme projeção ao ator Lee Majors.

O filme mostra a recuperação (reconstrução) de um ser humano estraçalhado por um acidente, com a utilização de recursos de robótica e computação, transformando-o em um "Cyborg" - uma poderosa máquina de destruição. Mas considerando as diferentes épocas de realização, evidentemente, Robocop incorporou toda a evolução tecnológica ocorrida entre 1974 e 1987. 

Leiam mais sobre Aventura e Ficção e sobre Robocop, no ícone "Produtos - Acervo", deste site.

 
 
                   Vejam abaxo o cartaz do filme à época                            E o gibi Aventura e Ficção 
                                                                                                               com o filme quadrinizado
  
 
                                                  www.imdb.com                                 Acervo: www.70-anos-de-gibis
 
:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
 

50 - A BELA E O RENEGADO - Ride Vaquero! - Um grande western, mas menosprezado pela crítica 

Trata-se de um belo western dirigido por John Farrow, com quatro atores de primeira grandeza: Robert Taylor, Anthony Quinn, Ava Gardner e Howard Keel. É um filme de 1953 (portanto, já tem 62 anos!), trazendo Ava Gardner no ápice de sua beleza. A história gira em torno do conflito entre dois irmãos, um deles um fora-da-lei (Anthony Quinn), e outro (Robert Taylor) tentando trilhar um caminho diferente. Quinn tem, neste filme, um desempenho irretocável, vivendo com grande desenvoltura, um personagem muito complexo.

Foi publicado no Brasil, em fotos preto-e-branco no gibi Colt 45, da Ediex, nº 17 de 1963, com o título de "Os Incendiários", tendo sido publicado algum tempo antes na França, no gibi Photo Aventures, ambos com capas idênticas, como geralmente acontecia. 

A foto da capa do gibi, com Robert Taylor e Ava Gardner foi uma das fotografias mais publicadas, à época, nas revistas especializadas em cinema, uma vez que ambos estavam no auge de suas carreiras. Curioso que as capas dos gibis da França e do Brasil apresentam fotos invertidas.

                                                             Vejam, abaixo, um cartaz do filme 

                   
                                                                                                              stevelensman.hubpages.com
 
 
                                 E o gibi da Ediex                                                    Abaixo, o gibi editado na França  
 
                                               
                        Acervo: www.70-anos-de-gibis                                  entertainment-memorabilia.bidstart.com
 
::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::   
 

51 - THOR - O Mundo Sombrio / THOR - The Dark World - O poderoso filho de Odin 

A Marvel vem investindo maciçamente, e com resultados surpreendentesem inúmeros super-heróis, entre eles THOR, que já esteve duas vezes nas telas do cinema. Com o sucesso do 1º filme - THOR, de 2011, dirigido por Kenneth Branagh, que dispensa apresentações, e estrelado por Chris Hemsworth e Natalie Portman, a Marvel decidiu realizar THOR - O Mundo Sombrio, que, da mesma forma, alcançou enorme sucesso no mundo todo. 

Desta vez o filme foi dirigido por Alan Taylor, e muitos afirmam que o segundo filme é melhor que o primeiro. É um grande espetáculo e, com certeza, grande parte de seu sucesso deve-se à versatilidade do ator Chris Hemsworth, que surpreendeu no papel do super-herói nórdico, com uma interpretação acima da média. 

A Panini Comics editou o gibi THOR - O Mundo Sombrio  (Prelúdio), um belíssimo gibi a cores de 2013 - ano em que o filme foi lançado - gibi este que, com certeza, se transformará futuramente em uma raridade. 

Leiam mais sobre o gibi no ícone "Produtos - Acervo", deste site.

                              
                                Vejam o belo cartaz do filme                                           E abaixo, o gibi da Panini Comics 
 
    THOR - O Mundo Sombrio - Marvel - Panini Comics - 2013            
 
                                                                                www.imdb.com                         Acervo: 70-anos-de-gibis.
 
:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
 

52 - A MÁSCARA DO ZORRO (1998) - The Mask of Zorro - O Zorro Capa-e-espada 

Existem dois personagens com o nome Zorro nos gibis. Um deles, o herói do Velho Oeste americano - The Lone Ranger - que cavalga pelas pradarias levando consigo a lei e a justiça, sempre acompanhado por seu amigo, o índio Tonto, e sobre o qual já comentamos bastante neste site, inclusive publicando vários de seus gibis no módulo "Produtos - Acervo". 

O outro, um herói bem diferente, vindo do México e instalando-se na Califórnia (região que passaria posteriormente a pertencer aos USA) - Don Diego de La Vega - exímio espadachim, também espalhando a lei e a justiça por onde passa.

Zorro (capa-e-espada) foi criado por Johnston McCulley, norte-americano, em 1919 (há 96 anos !!!), e se tornou um personagem muito popular, principalmente devido à série televisiva de Walt Disney, da década de 1950, estrelada por Guy Williams, e que tinha também Henry Calvin no papel do Sargento Garcia, seu eterno e desajeitado oponente. 

No cinema, entre inúmeras produções, tivemos uma grande e rica realização de 1998, "A Máscara do Zorro - The Mask of Zorro", dirigida por Martin Campbell. estrelada por Antonio Banderas, Catherine Zeta-Jones e Anthony Hopkins. Um segundo filme. também muito bem sucedido, foi feito por Campbell, em 2005, com Banderas e Zeta-Jones, intitulado "A Lenda do Zorro - The Legend of Zorro". 

O personagem vem, como já foi dito, de várias décadas anteriores, e podemos observar uma curiosa abordagem no gibi da Ediex - Superaventuras - nº 4, de março/1961 - com o título de Máscara Justiceira, em que foi publicado em fotos preto-e-branco, um filme ainda de 1937, "A Volta de El Zorro - Zorro Rides Again", com uma fotografia de muito boa qualidade, mas apresentando-o num filme que poderia ser classificado como sendo um faroeste, com ambientação no México, em que Zorro usa um chicote além de revólveres. Vejam publicação de sua capa, logo abaixo. 

Na verdade, existem incontáveis filmes sobre Zorro, e inúmeros atores interpretaram o personagem, entre eles: Douglas Fairbanks, Tyrone Power e Alain Delon.

Há algum tempo, a Panini publicou um interessante gibi sobre Zorro (capa-e-espada), a cores, cuja capa é apresentada também abaixo. Trata-se do nº 1 de Zorro, de 2006, já publicada no módulo "Produtos - Acervo", deste site, e que guarda muito pouca relação com os dois últimos filmes estrelados por Antonio Banderas, em que pese ter sido baseado na obra de Johnston McCulley. 

 
            O filme com Antonio Banderas (1998)           E, abaixo, Guy Williams, o Zorro da série de TV
       
                                                     Ambas as ilustrações: www.IMDb.com
 
         Abaixo, o gibi Superaventuras da Ediex                       E, aqui, o Zorro nº 1 da Panini Comics
                             
                                              Os dois gibis - Acervo: www.70-anos-de-gibis
 
        Abaixo, o cartaz do filme de 1937 que foi publicado pela Ediex
                                  no gibi Superaventuras - nº 4
 
               
 
                                                                    www.IMDb.com
 
 
:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
 

53 - A RAINHA DE VÊNUS - Queen of Outer Space - com a belíssima Zsa Zsa Gabor 

Na década de 1960, conforme já registrado inúmeras vezes neste site, a Ediex (Editormex) publicou no Brasil, vários gibis que traziam filmes em fotos preto-e-branco e que tiveram grande sucesso naquele momento. Uma das séries desses gibis foi Cosmos Aventuras, geralmente com filmes de viagens interplanetárias e outras situações fantásticas. 

Neste número 20, de 1964, foi publicada a aventura "A Rainha de Vênus" que, na verdade, era o filme americano "Rebelião dos Planetas - Queen of de Outer Space", dirigido por Edward Bernds, de 1958, e estrelado pela belíssima e exuberante atriz, Zsa Zsa Gabor. A publicação do gibi e do cartaz do filme neste site é muito mais uma homenagem a Zsa Zsa Gabor - que se encontra gravemente enferma - e que estará completando 99 anos!!! no próximo mês de fevereiro/2016, que pela qualidade do filme. 

Leiam mais sobre o gibi Cosmos Aventuras, neste site, no módulo "Produtos - Acervo", onde já foi publicado.

 
 
 
           Vejam a capa do DVD - Queen of Outer Space                                                Abaixo o gibi da Ediex
                        Belíssima Zsa Zsa Gabor
  
                                                                                            www.IMDb.com             Acervo: www.70-anos-de-gibis
 
:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
 

54 - O ÁLAMO - The Alamo (1960) - Mostrando um momento dramático e decisivo da história dos Estados Unidos da América 

Um dos mais gloriosos momentos da história norte-americana, particularmente para o estado do Texas, aconteceu no ano de 1836, no Forte denominado Álamo, palco dos sangrentos combates entre os bravos resistentes americanos e o exército mexicano comandados pelo Gal. Sant'Ana

John Wayne, o maior ator de faroestes de toda a história, tinha uma verdadeira fixação pela história desde o final da década de 1940, e vinha adiando a decisão de filmar o episódio, um pouco por falta de apoio, não só financeiro, mas até moral, dada a magnitude do projeto. Era realmente desafiador. Enfim, assumiu o projeto do filme, participando de sua produção, dirigindo-o e desempenhando o principal papel, o de Davy Crockett. Foi, sem dúvida, uma tarefa gigantesca.

O filme é um verdadeiro épico, com impressionantes cenas de batalha e contou, também, em seu elenco, com Richard Widmark - Jim Bowie; Linda Cristal - Flaca; Laurence Harvey - Travis, o comandante do Forte; Richard Boone - Sam Houston; Ken Curtis - Dickinson; e Joan O'Brien a mulher de Dickinson, entre outros. 

Conta a história que o projeto - filmagem e montagem - demorou muito mais do que se esperava, e que Wayne bancou pesados gastos durante a acidentada produção. John Ford, o grande diretor de faroestes, e seu amigo pessoal, o teria ajudado no decorrer das filmagens, preocupado com o andamento do projeto, mas Wayne tinha um temperamento difícil e mesmo sendo muito amigos, ele não aceitava bem as interferências de Ford

Foi construída, pela produção, uma réplica do Forte Álamo em Brackettville - Texas (que existe até hoje), muito fiel ao local original, aproveitando uma extensa área pouco povoada da região

Enfim, o resultado - em termos da película - foi grandioso. É um filme  muito bem feito, tem desempenhos de alto nível, tanto dos três atores principais quanto de todo o elenco de apoio e impressiona pelo fato de ter sido dirigido por John Wayne, que não tinha essa experiência. O conhecido cantor Frankie Avalon, ainda muito jovem, desempenhou um importante papel no filme, com muito bom resultado. Consta que, mesmo tendo ficado entre as cinco maiores bilheterias de 1960, o filme somente se pagou quando, anos depois, foi vendido para exibição na TV

A Ediex (Editormex) o publicou em fotos preto-e-branco, no Brasil - em gibi idêntico ao publicado na França, na série Star Cinè Aventures - no gibi Superaventuras - 29, em 1963, gibi que se tornou muito raro.

                                         

                                      Vejam este monumental cartaz de O Álamo, divulgado à época de seu lançamento   

    

                                 

                               Abaixo, o trio principal de atores: Richard Widmark, John Wayne e Laurence Harvey    

                                                                           Jim Bowie, Davi Crockett e Travis  

        

        

             Abaixo, Widmark - Jim Bowie e sua poderosa arma          E o gibi Superaventuras da Ediex, de 1963

              

                      Todas as fotos acima, do filme: www.IMDb.com                      Acervo: www.70-anos-de-gibis

 

                                 Aqui uma bela cena do filme                                           Abaixo, o gibi francês

                

                                                                 www.pinterest.com                                       www.starducine.com

     

       Abaixo, uma réplica da capela de Forte Álamo                   E, abaixo, uma vista geral do Álamo Village

                        em Brackettville - Texas                                  construído para as filmagens, em Brackettville.

                                                                                                                  Vejam a capela ao fundo.

 

 

                                                      www.trover.com                                                          www.civilwaralbum.com

 

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

 

55 - NO TEMPO DAS DILIGÊNCIAS - Stagecoach (1939) - John Ford  e  John Wayne nas trilhas do Velho Oeste 

Uma tarefa quase impossível é escolher o melhor western feito por John Ford (1894 - 1973). E também praticamente impossível é escolher o melhor em que John Wayne (1907 - 1969) atuou. Mas quem viu não esquece de "No Tempo das Diligências - Stagecoach, de 1939, dirigido pelo primeiro e estrelado pelo segundo. Ford vinha dirigindo filmes desde a década de 1910 e foi o diretor de  "O Cavalo de Ferro - The Iron Horse", de 1924, um dos mais famosos. Já era um veterano quando fez Stagecoach. 

E Wayne vinha também de uma série de faroestes "B", desde a década de 1920, mas já havia atuado no grande western de Raoul Walsh "A Grande Jornada - The Big Trail", de 1930. Enfim, juntos, Ford e Wayne fizeram Stagecoach. É um grande filme em preto-e-branco, que já completou 77 anos !!! 

Ford faria inúmeros outros grandes westerns, vários deles com John Wayne, outros com Henry Fonda, Richard Widmark e James Stewart, tendo juntado estes atores em determinados momentos, sendo possivelmente "Fort Apache - Sangue de Heróis", de 1948 (já objeto de matéria neste módulo - item 8), um dos melhores exemplos, com Wayne e Fonda nos dois principais papéis. Wayne trabalharia ainda, com inúmeros outros diretores, principalmente com Howard Hawks, com quem fez outro dos maiores westerns da história do cinema: "Red River - Rio Vermelho", de 1948, (também publicado neste módulo - item 22), curiosamente no mesmo ano em que Ford faria Fort Apache. 

Entre os outros vários filmes que fizeram juntos - Ford e Wayne - destaco dois deles: "Rastros de Ódio - The Searchers", de 1956, e "O Homem que Matou o Facínora - The Man Who Shot Liberty Valance", de 1962, seguramente dois magníficos representantes da obra desses dois gigantes do faroeste. 

Pena que tudo passe, e passe tão rapidamente. Ford e Wayne já se foram há muito tempo. Mas a maior maravilha do cinema está exatamente em eternizar esses formidáveis momentos da arte. Teremos sempre como rever obras excepcionais como todas as já citadas, além de outras igualmente valiosas como: "O Céu Mandou Alguém - Three Godfathers" de 1948; "Legião Invencível - She Wore a Yellow Ribbon" de 1949; "Rio Grande - Rio Bravo", de 1950; "Marcha de Heróis - The Horse Soldiers", de 1959 (também neste módulo - item 5); "A Conquista do Oeste - How The West Was Won", de 1962 (também neste módulo - item 31), para citar apenas os westerns. 

Este filme foi publicado no gibi editado na França, em 1963 - Star Ciné Aventures! - Ano 6 - nº 122 de julho/1963, já incluído neste site, no módulo "Produtos - Acervo". Na década de 1960, a Ediex publicava estes gibis no Brasil, com as mesmas capas da edição francesa, mas neste caso não ocorreu a publicação por aqui. Na capa do gibi, John Wayne em conhecida cena de outro filme: "Hondo - Caminhos Ásperos"; só faltando na foto o cão que o acompanhava.

 
                                Vejam abaixo, a capa do DVD:                                         E o gibi publicado no gibi
                                                                                                                    Star Ciné Aventures! - França
   
           
                                                                     www.IMDb.com                           Acervo: www.70-anos-de-gibis
 
                               
                                      Abaixo, uma cena clássica de Stagecoach, uma das mais divulgadas
 
         

                                                                                                                                          www.IMDb.com

 

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

 

56 - WINCHESTER 73 - (1950) - para muitos, o melhor western de Anthony Mann 

Winchester 73 é, sem dúvida, um dos maiores westerns de Mann. Neste filme, James Stewart fez seu primeiro faroeste sob a direção de Anthony Mann, o que repetiria em outros quatro grandes faroestes (O Preço de um Homem, E o Sangue semeou a Terra, Região do Ódio, e Um Certo Capitão Lockhart). E fizeram juntos outros filmes, mas foi no "western" que melhor resultado tiveram. Um dos importantes detalhes a se registrar sobre Winchester 73 é a presença de Shelley Winters, então uma belíssima atriz. 

Mann realizou outros faroestes clássicos (Almas em Fúria, com Bárbara Stanwyck; O Caminho do Diabo, com Robert Taylor; O Homem dos Olhos Frios, com Henry Fonda; O Tirano da Fronteiracom Victor Mature; O Homem do Oeste, com Gary Cooper; e Cimarron, com Glenn Ford), tendo se transformado em um dos maiores diretores de westerns, sem dúvida alguma. Somados, temos aí 11 westerns inesquecíveis !!!.

Um detalhe interessante que podemos perceber em seus filmes é que os vilões acabavam se destacando, com desempenhos memoráveis. Lembrando alguns: Walter Huston, em Almas em Fúria; Louis Calhern em O Caminho do Diabo; Stephen McNally e Dan Duryea em Winchester 73; Robert Ryan (talvez o melhor deles) em O Preço de um Homem; Arthur Kennedy em O Sangue Semeou a Terra e Um Certo Capitão Lockhart; Neville Brand em O Homem dos Olhos Frios, John McIntire em Região do Ódio; e Lee J. Cobb Jack Lord em O Homem do Oeste.    

Sua profícua parceria com James Stewart terminou quando iniciaram o que seria seu 6º western juntos: "A Passagem da Noite - Night Passage", estrelado por James Stewart e que teve Audie Murphy no segundo papel principal. Consta que se desentenderam, Stewart e Mann, por conta do roteiro e da presença de Murphy no elenco, não apoiada por Mann. Hoje, no entanto, todos sabemos que Audie Murphy teve um grande desempenho no filme.

Dan Duryea comparece em Night Passage como o bandidão, também em excelente desempenho. O filme teria sido dirigido por James Neilson, um diretor mais ligado ao mundo da TV, mas se observarmos bem, podemos perceber a mão de Mann em vários detalhes do filme, com um resultado muito semelhante aos filmes efetivamente dirigidos por ele. Mas isto, registro, trata-se apenas de especulação de minha parte, posto que não há registros, até hoje, indicando ter havido influência de Mann nas filmagens ou na conclusão do filme.  

Mas como sou teimoso, além de profundo admirador de Mann, considero, particularmente, que ele realizou 12 westerns, entre eles "A Passagem da Noite". A situação, considero, é parecida com o ocorrido em "Saddle the Wind - Irmão contra Irmão", de 1958, excelente faroeste interpretado por Robert Taylor e John Cassavetes, que sempre foi creditado ao diretor Robert Parrish. Quem convive comigo sabe que sempre defendi a ideia de que John Sturges foi seu real diretor - aquele que mais contribuiu para o resultado final - o que hoje, felizmente, já é admitido nos meios cinematográficos americanos. 

A Ediex publicou Winchester 73 no gibi Foto Aventuras 49 em 1964, em fotos preto-e-branco, exatamente igual ao publicado na França algum tempo antes, pelo gibi Star-Cine Aventures.

Neste módulo há quatro matérias abordando filmes de Anthony Manneste ítem 56; no item 28 - O Caminho do Diabo; no item 39 - O Homem do Oeste; e no item 69 - O Preço de um Homem.

 
 
                    Abaixo, cartaz de Winchester 73                                                     E o gibi da Ediex                        
                       
                                                       www.IMDb.com                                   acervo: www.70-anos-de-gibis  
 
 
                    Abaixo, uma bela foto em preto-e-branco,                        E, abaixo, o gibi editado na França
                    com James Stewart promovendo o filme  
  
  
                                                                         www.IMDb.com                                   www.delcampe.net
 
                           
                              Abaixo, um belo cartaz colorido, contendo várias cenas de Winchester 73
                    
 
                                                                                                                       www.c1n3.org
 
          
...................................................................................................................................................................................................................................
 

57 - O INFERNO É PARA OS HERÓIS - Hell is for Heroes (1962) - Steve McQueen em grande interpretação 

Filme ambientado na 2a. Guerra Mundial, estrelado por Steve McQueen e dirigido por Don Siegel, grande diretor, que mais tarde dirigiu vários filmes com Clint Eastwood, ator que lhe fez uma homenagem (mensagem) no final do filme Os Imperdoáveis, premiado com o Oscar.

"O Inferno é para os Heróis" contou, também, com Bobby Darin, James Coburn, Nick Adams e Fess Parker em seu elenco. É um dos bons filmes da época - década de 1960 - mostrando os inevitáveis efeitos da guerra sobre os combatentes, o absurdo das situações em que se envolvem e o desespero de quem está nas trincheiras. 

Foi publicado no gibi da Ediex, Foto Audácia - nº 01, de 1964 que, na mesma década de 1960 publicava, em fotos preto-e-branco, filmes de aventuras, principalmente filmes de guerra. Estes gibis reproduziam no Brasil, a publicação feita algum tempo antes na França, geralmente com as mesmas capas, como é o caso do exemplar de Star Ciné Vaillance abaixo apresentado. 

                       
                       Abaixo, a capa do DVD                                               Cena com Bobby Darin, McQueen, 
                                                                                                                   Nick Adams e Fess Parker         
   
                                                                 ambas as fotos: www.IMDb.com  
                          
                          Abaixo o gibi editado na França                                     E o gibi da Ediex
                                  
                                                      www.e-bay.fr                            acervo: www.70-anos-de-gibis

....................................................................................................................................................................................................................................

 58 - OS COMANCHEROS - The Comancheros (1961) - Mais uma aventura de John Wayne no Velho Oeste

Na mesma linha de Cinemin, da Ebal, a Editora Gráfica O Cruzeiro lançou em 1962, o gibi "Pré-estréia", cujo propósito era publicar a quadrinização de filmes. Temos aqui o gibi nº 4, Ano I, de setembro/1962 que trouxe o faroeste "Os Comancheros - The Comancheros", estrelado por John Wayne, Stuart Whitman, Bruce Cabot e Lee Marvin

O ator Stuart Whitman brilharia, algum tempo depois, na série de TV "Cimarron Strip", que alcançou grande sucesso no Brasil por volta de 1968 e 1969. E Lee Marvin, ainda em 1962, faria um dos maiores papéis de sua carreira: o bandidão Liberty Valance, no grande filme também estrelado por John Wayne "The Man who shot Liberty Valance - O Homem que matou o facínora", de John Ford.

Um bom western dirigido por Michael Curtiz, mas não é dos maiores estrelados por Wayne. O gibi utiliza um papel de qualidade relativamente inferior, apesar de que era o padrão à época, contendo desenhos coloridos de relativa qualidade. Interessante observar que o desenhista conseguiu captar bem a fisionomia de John Wayne, fazendo uma boa reprodução das cenas nos quadrinhos. 

O gibi durou pouco tempo, acredito que teve apenas 10 ou 12 edições, possivelmente pelas dificuldades econômicas da época, já comentadas no módulo "Breve Histórico - O Gibi no Brasil - Década de 1960", deste site, quando a inflação encontrava-se em forte ascendência, com alto custo de papel e de impressão, e dificuldades para investimentos na modernização de equipamentos. 

Na verdade, é um gibi interessante, com bom valor histórico; já tem 53 anos.

 
    
                                     Abaixo, a capa do DVD                                                E o gibi da Ed. O Cruzeiro
            
                                                                       www.IMDb.com                       Acervo: www.70-anos-de-gibis.
 
 
:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
 

59 - BARREIRAS DE SANGUE - El Paso (1949) - Um western violento

 

A Ediex, conforme já registrado inúmeras vezes neste site, editou no Brasil, na década de 1960, uma série de gibis contendo filmes em fotos preto-e-branco, entre eles o gibi Superaventuras, um dos mais populares. Esses gibis, originalmente, foram publicados na França, tendo recebido a mesma capa - na maioria dos casos - na edição brasileira. 

O número 7 de Junho/1961, trouxe o filme "Barreiras de Sangue - El Paso", dirigido por Lewis R. Foster e estrelado por John Payne, a belíssima Gail Russell, Sterling Hayden e George "Gabby" Hayes, contando, ainda, com um bom elenco de suporte. 

Trata-se, na verdade, de um faroeste "B", assim considerado aqueles de menor orçamento e sem as grandes estrelas do cinema, mesmo tendo, neste caso, um elenco de razoável peso. O filme tem uma história vigorosa, ambientado no pós-Guerra da Secessão, um período altamente conturbado da história americana - quando se tentava reconstruir a nação destroçada pela guerra. O filme chega a muita violência em determinados momentos, fruto das injustiças e impunidade existentes nas pequenas comunidades do Velho Oeste americano, abordadas no roteiro.  

O gibi está publicado no módulo "Produtos - Acervo", deste site, e também há matéria específica sobre ele no módulo "Contribuições dos Internautas" - item 18.

                                     
                                          Um cartaz de El Paso, de 1949                                             E, abaixo, o gibi da Ediex

                                                                                      www.pinterest.com                Acervo: www.70-anos-de-gibis                          

 

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

 

60 - A VOLTA DOS HOMENS MÁUS - Return of the Bad Men (1948) - Um western "B" com grande elenco

Gibi da Ediex - Foto West, nº 01, de novembro/1961, com o título de "A Volta do Cheyenne" e que, na verdade, trata-se do filme "A Volta dos Homens Máus" - Return of the Bad Men, de 1948, dirigido por Ray Enright, um faroeste "B", mas com respeitável elenco: Randolph Scott, Anne Jeffreys, Robert Ryan, George "Gabby" Hayes e Jacqueline White. Ryan faz o papel do bandidão, o que era sua especialidade, e também Lex Barker (que mais tarde foi Tarzan) aparece em pequeno papel. 

Na França, algum tempo antes, foi publicado o gibi Photo Aventures contendo o filme, cuja capa foi depois reproduzida na edição de Foto West no Brasil. O título utilizado no gibi sugere haver uma relação com a personagem principal feminina - interpretada por Anne Jeffreys - conhecida por Cheyenne, assim, deveria se chamar "A Volta dCheyenne". O gibi brasileiro fez um enorme sucesso, seus poucos exemplares colocados à venda nas cidades do interior foram muito disputados, esgotando-se rapidamente.

Um fato curioso sobre o filme foi que Robert Ryan desempenhou o papel de Sundance Kid, personagem que, muitos anos depois - década de 1960 - foi imortalizado por Robert Redford no filme "Butch Cassidy and the Sundance Kid".

 

                      Vejam que belo cartaz do filme                                      E abaixo, Robert Ryan como Sundance Kid 

         

                                                                  Ambas as ilustrações: www.thegreatwesternmovies.com

 

                             Abaixo o gibi Foto West, da Ediex             E o gibi editado na França - Photo Aventures

                              

                                                             Os dois gibis: Acervo www.70-anos-de-gibis   

OBSERVAÇÃO: No módulo "Curiosidades sobre Gibis", deste site, item 48, há extensa matéria abordando filmes de Randolph Scott publicados em gibis da Ediex. Vale a pena consultá-lo. O título é: "Randolph Scott" nas páginas dos gibis da "Ediex" - Quatro grandes momentos. 

 

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

 

61 - GIBIS SOBRE FILMES e SÉRIES, PUBLICADOS (I) NA PÁGINA "LUIS PEIX" e (II) NO MÓDULO "CONTRIBUIÇÕES DOS INTERNAUTAS",  DESTE SITE - Belíssima memória 

I) Página Luis Peix 

Dell - Jungle Jim - Johnny Weissmuller             Dell  -   Rawhide                          Fawcett - Covered Wagon Raid

            Jim das Selvas - série                 Série - Clint Eastwood - Eric Fleming                 Allan "Rocky" Lane

  

          Dell - The Lone Ranger             Fawcett - The Red Badge of Courage                Dell - Rio Bravo 

                  Série: Zorro                                     A Glória de um Covarde                      Onde Começa o Inferno

                Clayton Moore                                          Audie Murphy                     John Wayne- Dean Martin- Ricky Nelson

 

Dell - 20,000 Leagues Under the Sea        Dell - Alexander, The Great                      Dell - North to Alaska 

       20.000 Léguas Submarinas                          Alexandre Magno                                      Fúria no Alasca

       Kirk Douglas - James Mason              Richard Burton - Claire Bloom                John Wayne - Stewart Granger -

                                                                                                                                                   Capucine

            Dell - The Last Hunt                                                          Dell - The Big Land 

               A Última Caçada                                                           Encontro com o Diabo                                

    Robert Taylor - Stewart Granger-                              Alan Ladd - Virginia Mayo - Edmond O'Brien

                  Debra Paget

                Dell - Ivanhoe                                                          Charlton - Cowboy Western Comics

                      Ivanhoé                                                                     David Crocket - Indian Scout                            

     Robert Taylor - Elizabeth Taylor -                                          George Montgomery - Ellen Drew

    Joan Fontaine - George Sanders                                                   (*) A Voz do Sangue

                                         (*) A Ediex publicou este filme em fotos (vide Foto West nº 2 - módulo Produtos - Acervo)
 

II) Contribuições dos Internautas

 
            Dell  -     El Cid                             Cinemin - Ebal - Orgulho e Paixão      Cinemin-Da Terra Nascem os Homens 
  Charlton Heston - Sophia Loren      Cary Grant- Sophia Loren- Frank Sinatra       Gregory Peck - Charlton Heston                             
                                                                        The Pride and the Passion                        The Big Country
 
Cinemin - Cavaleiros da Távola Redonda         Junior Films - Beau Geste           Junior Films - O Último dos Moicanos 
        Robert Taylor - Ava Gardner                              Gary  Cooper                                        Randolph Scott
      Knights of The Round Table                                  (1939)                                 The Last of the Mohicans (1936)
 
 
          Foto Aventuras - Calibre 45                     Clássicos da Literatura                           Superaventuras - Ediex
     
     Randolph Scott - Zachary Scott             David Niven, Shirley MacLaine, e           Cornel Wilde e Maureen O'Hara
                                                                                    Cantinflas
                       Colt 45                                   Around the World in 80 Days                  Sons of the Musketeers
  

                                                                                                                                                                                                                                                  

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

62 - TAMBORES DISTANTES - Distant Drums (1951) - Um western diferente, nos pântanos da Flórida

Um filme de Raoul Walsh, aclamado realizador de westerns, de 1951, com Gary Cooper, Mari Aldon e Richard Webb, ambientado nos pântanos da Flórida, por volta de 1840, envolvendo o conflito com os índios "Seminoles", na velha disputa entre conquistadores e conquistados.

É um filme bem realizado, mas que não foi um dos principais filmes de Gary Cooper, mesmo tendo alcançado relativo sucesso nos cinemas. Um dos pontos fortes do filme, além da indiscutível beleza de Mari Aldon, é o colorido de alta qualidade. Num papel secundário, e sempre eficiente, vemos Arthur Hunnicut, ator que participou de incontáveis westerns

O filme foi publicado com o título de "Les Aventures du Cap. Wyatt" no gibi Star Cinè Aventures! da França, em 1960, com fotos em preto-e-branco de boa qualidade e, posteriormente, foi publicado no Brasil, pela Ediex, no gibi Superaventuras nº 32, de 1963, cujo papel de qualidade inferior ao utilizado na França, não permitiu a mesma nitidez das fotos. 

 
    Vejam abaixo um dos cartazes do filme (capa de DVD)                 E o gibi Star Cinè Aventures!
 
         
                                                        www.amazon.com                         Acervo: www.70-anos-de-gibis
 
                 Abaixo, uma bela cena do filme, valorizada 
                          pela presença de Mari Aldon                                                       E o gibi da Ediex
 
    
                                                              http://filmsofthefifties.com/                                              Acervo: www.70-anos-de-gibis
 
 
::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
 

63 - O LEÃO AFRICANO (documentário) - The African Lion (1955) - Maravilhas da vida selvagem

Documentário produzido por Walt Disney sobre os animais selvagens da região do Serengeti - África. Este documentário levou praticamente três anos para ser realizado, uma vez que exigiu longas permanências e observação na selva. O resultado é impressionante. Foi realizado há cerca de 60 anos e exibe uma técnica admirável, com um magnífico colorido. É, na verdade, um precioso documento, honesto e realista. Vale a pena assistí-lo (muitas vezes). 

Eu o assisti pela primeira vez em 1961, quando tinha apenas 11 anos de idade e guardo até hoje na memória, as belíssimas cenas dos animais vivendo em liberdade. 

A RGE, com o selo Robinson, lançou uma interessante série de gibis, com quadrinhos a cores, a qual contém este exemplar aqui publicado: O Leão Africano. O gibi não tem data, uma prática comum da RGE, infelizmente, mas presumo que seja do início dos anos 60, 1960 ou 1961. 

O gibi está publicado neste site, no módulo "Produtos - Acervo".

 
                       Abaixo, cópia da capa do DVD                                    E aqui a capa do Gibi da RGE
           
                                                           www.imdb.com                                 Acervo: 70-anos-de-gibis
 
::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
 

64 - O SEPULCRO INDIANO - Das Indische Grabmal (1959) - Uma aventura do aclamado Fritz Lang

Uma grande aventura ambientada na Índia, filmada em 1959 pelo cultuado diretor Fritz Lang, tendo a belíssima Debra Paget no elenco, desempenhando o papel de uma sacerdotiza hindú - Seetha. O filme, na verdade, é um filme alemão e contou, também, com Paul Hubshmid e Sabine Bethmann no elenco. É uma história dos tempos dos marajás, num filme muito bem feito e que alcançou grande sucesso no Brasil

Fritz Lang realizou três filmes, em sequência, prosseguindo a história, com um resultado surpreendente e todos tiveram a mesma aceitação do público; o primeiro recebeu no Brasil o título de "O Tigre da Índia" (Der Tiger von Eschnapur); o segundo, lançado praticamente ao mesmo tempo, "O Sepulcro Indiano"; e o terceiro - de 1960 - "Jornada para a Cidade Perdida", todos com o mesmo elenco. Estes filmes hoje comporiam o que se denomina uma "trilogia".

A Ediex, que publicava no Brasil, na década de 1960, gibis em fotos preto-e-branco de filmes, publicou "O Sepulcro Indiano", com o título de "A Tumba Hindu", a exemplo da publicação ocorrida anteriormente na França - Star Ciné Aventures!, no gibi Superaventuras

 
               Vejam o cartaz de O Sepulcro Indiano                               Abaixo, o gibi da Ediex                     
             
 
          E, abaixo, os  cartazes de O Tigre da Índia       e                 Jornada para a Cidade Perdida
  
                                 Os três cartazes: www.imdb.com   ///    o gibi: Acervo: 70-anos-de-gibis
 
 
:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
 

65 - A LENDA DOS DESAPARECIDOS - Legend of The Lost (1957) - Drama no deserto do Sahara

Um interessante filme de aventuras locado no deserto do Sahara (Líbia), dirigido por Henry Hathaway, com um elenco respeitável: Sophia Loren, John Wayne e Rossano Brazzi, entre outros, mas que não teve o sucesso esperado. Na verdade, o filme foi feito muito mais para aproveitar o estrondoso sucesso mundial de Sophia Loren na década de 1950, quando esteve temporariamente fazendo filmes nos USA

Neste filme, vemos um John Wayne desempenhando um papel idêntico ao que estava acostumado em seus inúmeros westerns (o filme, de uma forma dúbia, chegou a ser promovido como se fosse um western, gênero que vivia seu ápice à época). A história se resume na busca de um tesouro por três aventureiros (Wayne-Loren-Brazzi), cujo desfecho é dramático.

Sophia Loren participou de vários filmes americanos na década de 1950, sempre contracenando com atores de 1º nível, mas esses filmes, talvez por deficiência de seus roteiros, não alcançaram sucesso à altura de sua projeção naquele momento, mesmo sendo dirigidos por grandes diretores. Seus melhores filmes, com papéis mais marcantes, foram realizados na Itália, sem dúvida, apesar de que apareceu muito bem na maioria dos filmes que realizou nos USA

Sophia, à época, competia com outra atriz italiana: Gina Lollobrígida, mas hoje, mais de 60 anos depois, vemos que não havia realmente uma competição, isto é, Sophia Loren estava, seguramente, numa posição muito mais confortável.

O filme foi publicado no Brasil, no gibi Superaventuras nº 42, da Ediex (Editormex), em 1964, em fotos preto-e-branco de boa qualidade, em que pese o papel utilizado para impressão não ser dos melhores. Esses gibis da Ediex foram publicados inicialmente na França, na série Star Cinè Aventures!, cujas capas, via de regra, eram repetidas na publicação brasileira. 

 
           Vejam um "lobby card do filme", mostrando inclusive as presilhas na exposição
 
                                                                                cinetvnostalgiadvd.blogspot.com.br
 
 
               Abaixo, o gibi da Ediex                    A belíssima Sophia Loren em cena do filme
  SUPERAVENTURAS - Ediex - nº 42 - 1964 - c/John Wayne   
               Acervo: www.70-anos-de-gibis                                         www.moviestore.com
 
 
:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
 
 

66 - A GUERRA DE TRÓIA - La Guerra di Troya (1961) - Grande momento de Steve Reeves

Os filmes chamados "sandália/espada" tiveram uma época áurea no final da década de 1950, e praticamente durante todos os anos 60. Eram grandes espetáculos, na sua maioria com origem na Itália e exibiam heróis variados: Hércules, Ursus, Maciste, Sansão e outros. 

Steve Reeves, um ator norte-americano (que muitos pensavam ser italiano) era um dos principais atores desses filmes, atuando também em outros filmes na mesma linha, mas que se prendiam a aspectos históricos: Pompéia, a Maratona, a origem de Roma, a Guerra de Tróia, e vários outros. 

A Ediex, que havia adquirido o direito de publicação no Brasil dos gibis que eram anteriormente publicados na série Star Ciné/Photo Aventures, etc, na França, publicou vários desses filmes em seus gibis brasileiros, na década de 1960 (vejam observação abaixo). "A Guerra de Tróia" (La Guerra di Troya), filme dirigido por Giorgio Ferroni, foi publicado, em fotos preto-e-branco, no número 1 do gibi Foto Heroismo, em 1964

Vale registrar que esses filmes tinham um baixo orçamento, eram rodados em pouco tempo e, surpreendentemente, atraíam grande público aos cinemas. "A Guerra de Tróia", em particular, fez por aqui um grande sucesso, talvez mais em função da admiração que o público brasileiro tinha por Steve Reeves, que pela qualidade do filme, mas foi um bom espetáculo.

Leiam mais sobre a Ediex nos diversos gibis publicados no módulo "Produtos - Acervo" e no módulo "Curiosidades sobre Gibis" - itens 4, 23, 24, 28 e 48, neste site.

 
  
                       Abaixo, Steve Reeves em  belíssima cena do filme                                   E o gibi da Ediex
   
                                                                                  www.alamy.com                         Acervo: 70-anos-de-gibis
 
 

OBSERVAÇÃO: No módulo "Curiosidades sobre Gibis", deste site, item 43, há extensa matéria abordando filmes de Steve Reeves publicados em gibis da Ediex. Vale a pena consultá-lo. O título é: O ator "Steve Reeves" e os gibis da "Ediex" - Uma parceria vencedora. 

 
 
:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
 

67 - A LEI É IMPLACÁVEL - The Doolins of Oklahoma (1949) - Um velho faroeste

 

Entre todos os atores de faroestes, Randolph Scott foi, sem dúvida, um dos mais importantes, não só pela quantidade de filmes, mas também pela qualidade de muitos deles. Scott fez inúmeros faroestes considerados "B", mas também faroestes de primeira linha. 

Evidentemente tivemos outros atores de faroestes "B" que se destacaram, e podemos citar: George Montgomery, Rory Calhoun, Guy Madison, Sterling Hayden, Rod Cameron, Audie Murphy e Joel MacCrea, mas acredito que apenas Murphy e MacCrea tenham chegado próximo a Scott. Registre-se que o próprio John Wayne realizou inúmeros faroestes "B".

Sobre seus filmes de primeira linha, refiro-me, em especial, àqueles sob a direção de Budd Boetticher, como é o caso de Cavalgada Trágica, O Resgate do Bandoleiro, Sete Homens sem Destino e o magnífico O Homem que Luta Só, todos já abordados neste site em outros momentos. 

No final da década de 1950, a França iniciou a publicação em fotos preto-e-branco, de inúmeros filmes de faroeste (e de aventuras) em vários gibis: Star Ciné Aventures!, Photo Aventures, Star Ciné Bravoure, etc

A Ediex (Editormex), na década de 1960, trouxe a maioria desses gibis para o Brasil, publicando-os inclusive com a mesma capa. Alguns - como é o caso deste exemplar - não foram publicados por aqui. 

Neste gibi, o filme publicado é "A Lei é Implacável (título brasileiro) - The Doolins of Oklahoma", de 1949, direção de Gordon Douglas, que recebeu na França o título de "Jiustice est Faite", narrando a trajetória de um ex-integrante - Bill Doolin - da gang dos Irmãos Dalton, que organiza sua própria quadrilha - The Doolins - e, num segundo momento, tenta levar uma vida dentro da lei, sofrendo pressões de seus próprios ex-companheiros. 

Leiam mais sobre Randolph Scott no módulo "Curiosidades sobre Gibis" - item 48, deste site e, sobre a Ediex, no mesmo módulo, itens 4, 23, 24, 28 e 43                             

                                 Abaixo, um cartaz do filme                                         E o gibi Photo Aventures

               PHOTO AVENTURES - França - nº 07 - Abril 1959 - c/Randolph Scott  
                                                                www.dvdclassik.com                        Acervo: www.70-anos-de-gibis   
 
 
::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::: 
 

68 - O MONSTRO DO MAR REVOLTO - It Came from Beneath the Sea (1955) - De monstros e temores da Década de 1950

A década de 1950, período que se seguiu ao término da Segunda Grande Guerra, caracterizou-se por um período em que, principalmente por conta dos temores em relação aos efeitos da radiação, ainda pouco conhecidos, foram realizados inúmeros filmes mostrando monstros e aberrações que teriam surgidos por conta dessa desconhecida radiação. Isso demonstrava, claramente, o medo generalizado existente na população mundial, e esses filmes acabaram encontrando eco no público, com relativo sucesso.

Temos aqui um legítimo representante dessa "onda", um filme até interessante: "O Monstro do Mar Revolto - It Came from Beneath the Sea", de 1955, dirigido por Robert Gordon, tendo no elenco: Kenneth Tobey, a lindíssima Faith Domergue e Donald Curtis.

Trata-se de um filme com acanhados efeitos especiais à época, mas que acabaram por produzir um bom resultado, mostrando um enorme polvo, com alto poder destrutivo, que surge em San Francisco, na Califórnia.

O filme foi publicado com o título de "O Monstro que Veio do Mar", em fotos preto-e-branco de boa qualidade, pela Ediex, na série Ultra Ciência (nº 10, de 1963), que se dedicava a filmes de horror, ficção científica, aventuras espaciais, etc, na mesma linha adotada por um outro gibi, também da Ediex: Cosmos Aventuras. Esses gibis foram publicados anteriormente na França, na série Star Ciné Aventures/Bravoure/Valliance, etc e, no Brasil, receberam a mesma capa, na sua grande maioria.

Neste site já publiquei incontáveis comentários sobre os gibis da Ediex, principalmente na descrição dos gibis publicados no módulo - Produtos-Acervo, além de matérias específicas neste módulo "Cartazes, Fotos e Informações ..." e no módulo "Contribuições dos Internautas". Há, ainda, vários detalhes no módulo "Curiosidades sobre Gibis" - itens 4, 23, 24, 28, 43 e 48.  

 
                                        Vejam o cartaz do filme                                                       E, abaixo, o gibi da Ediex
  ULTRA CIÊNCIA - Ediex - Nº 10 - Dezembro/1963
                                                                                 www.pinterest.com                Acervo: www.70-anos-de-gibis
 
                                               
                                                                           Um lobby-card do filme
 
                                 
                                                                                                     www.pinterest.com
 
 
:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
 
 

69 - O PREÇO DE UM HOMEM - The Naked Spur (1953) - Outro dos grandes westerns de Antonny Mann

Anthony Mann realizou inúmeros westerns de primeira linha, entre eles "O Preço de um Homem - The Naked Spur", com James Stewart (seu ator preferido), Janeth Leigh e Robert Ryan, para muitos, seu melhor filme. 

Os dois cineastas mais glorificados do western são John Ford e Howard Hawks, mas é muito difícil não incluir junto a seus nomes, os de Anthony Mann, John Sturges, Raoul Walsh, Delmer Daves e Clint Eastwood - exponenciais representantes desse gênero.

Os faroestes de Mann:

Almas em Fúria - The Furies - com Bárbara Stanwyck;

- Winchester 73 - com James Stewart (já comentado neste site);

- O Caminho do Diabo - Devil's Doorway - com Robert Taylor (já comentado neste site);

O Preço de um Homem - The Naked Spur - com James Stewart; (aqui comentado);

- E o sangue semeou a Terra - Bend of the River - com James Stewart;

Região do Ódio - The Far Country - com James Stewart;

Um certo Capitão Lockhart - The Man from Laramie - com James Stewart;

O Homem dos Olhos Frios - The Tin Star - com Henry Fonda (já comentado neste site);

O Tirano da Fronteira - The Last Frontier - com Victor Mature;

O Homem do Oeste - Man of the West - com Gary Cooper (já comentado neste site);

Cimarron - 1960 - com Glenn Ford.

Mann realizou 11 westerns - vide relação acima - sendo cinco deles estrelados por James Stewart. Isto sem contar "Night Passage - A Passagem da Noite", em que participou do projeto, mas afastou-se logo no início das filmagens. Consta que a direção foi entregue a James Neilson, no entanto, particularmente, tenho minhas dúvidas quanto à extensão do trabalho efetivamente realizado por Mann, uma vez que o filme tem todas as suas características, sendo praticamente impossível desvinculá-lo de Anthony Mann. 

Três detalhes importantes de "The Naked Spur - O Preço de um Homem"

1. o magistral desempenho de Robert Ryan, no papel do bandidão;

2. Janeth Leigh demonstra claramente que era uma grande atriz; e 

3. a magnífica fotografia do filme, realmente impressionante, do mestre William C. Mellor, vencedor de dois prêmios Oscar, e que foi responsável pela fotografia em vários filmes do diretor George Stevens, tendo, inclusive, trabalhado com outro gênio da fotografia: Loyal Grigs.  

Como era comum nos filmes de Mann, o personagem central é submetido a provações e situações extremas para, apenas no final, conseguir se livrar das ameaças e perigos. E James Stewart parece ter se especializado e se encaixado de forma perfeita nesse tipo de papel, tanto que realizaram juntos os cinco citados westerns.

Os gibis da Ediex - Editormex eram normalmente publicados anteriormente na França pelos gibis da série Star Ciné Aventures, no entanto, não localizei, ainda, a publicação deste exemplar. A capa do gibi da Ediex - Colt 45 - aqui apresentado, reproduz uma das cenas do filme, que está publicado com o título de "O Fardo Macabro". É um desenho interessante: não tem uma arte apurada, mas é muito semelhante à cena original do filme, como podem conferir abaixo.

Neste site estão publicadas outras informações sobre o grande diretor que foi Anthony Mann, notadamente no ícone "Produtos - Acervo" , nos comentários sobre o filme Winchester 73, publicado no gibi Foto Aventuras nº 49, também editado pela Ediex.

Leiam mais sobre a Ediex, no módulo "Curiosidades sobre Gibis" - itens 4, 23, 24, 28, 43 e 48, deste site. 

Neste módulo há quatro matérias abordando filmes de Anthony Manneste item 69; no item 28 - O Caminho do Diabo; no item 39 - O Homem do Oeste; e no item 56 - Winchester 73.

 
 
                                Um dos cartazes de O Preço de um Homem                                        Abaixo, o gibi da Ediex 
 
      (observem no cartaz, o quadrinho central à direita  ...  e  ...  sua tímida reprodução no desenho da capa do gibi)  
 
COLT 45 - Ediex - nº 13 - 1963 - O Preço de um Homem - c/James Stewart
                                                                                                       www.imdb.com           Acervo: www.70-anos-de-gibis
 
                             Abaixo, uma bela cena do filme                                      E, abaixo, Robert Ryan  e  Janet Leigh
    
                                         connormartinsmith.blogspot.com.br                                                     dailygrindhouse.com
 
 
::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::