IRMÃOS DE LANÇA - As Primeiras Histórias - Ebal - s/nº - 1981 - Brothers of Spear

IRMÃOS DE LANÇA - As Primeiras Histórias - Ebal - s/nº - 1981 - Brothers of Spear

IRMÃOS DE LANÇA - Brothers of Spear - Belíssimo gibi em quadrinhos preto-e-branco editado pela Ebal, em 1981, com 98 páginas. Trata-se de uma edição especial em tamanho maior que o gibi americano tradicional, medindo 0,205  x 0,270 cm. 

O gibi é uma compilação das primeiras aventuras de Irmãos de Lança e contém 16 histórias que foram publicadas pela Ebal entre outubro/1953 e janeiro/1955, marcadas como capítulos de I a XVI. Os heróis Irmãos de Lança foram lançados originalmente no Brasil, ainda na década de 1950, nos gibis de Tarzan, e suas aventuras sempre fizeram muito sucesso entre os leitores. São as aventuras de Dan-el, branco criado pelos Zulus, e de Natongo, nativo filho de Lugongo, o chefe da tribo - que também era pai adotivo de Dan-el - os quais se tornam amigos inseparáveis e irmãos de sangue, e nunca se separam. A região onde viviam os nativos zulus é o país hoje chamado Botswana

Um aspecto que aparentemente não teria maior importância, mas que efetivamente teve, é o fato de que os "irmãos" eram um negro e um branco, o que, sem dúvida, deu uma grande dimensão aos personagens, pela forte ligação que tinham entre si, enfrentando sempre juntos todas as ameaças e todos os perigos. 

Os personagens foram criados por Gaylord Du Bois e Jesse Marsh, com desenhos deste. Mais tarde, Russ Manning assumiu os desenhos, substituindo Jesse Marsh da mesma forma que ocorreu com Tarzan. Dado o gabarito desses desenhistas - Marsh e Manning - com desenhos de altíssima qualidade, podemos avaliar a importância desses personagens - Brothers of Spear - no contexto mundial dos quadrinhos.

Esta edição de Irmãos de Lança, aqui abordada, já é uma edição dos últimos tempos da saudosa e inesquecível Ebal na editoração de gibis. Hoje podemos perceber melhor o valor histórico dessa publicação. Talvez agora, decorridos tantos anos, mesmo dessa reedição (35 anos !!!), possamos ter edições ainda mais cuidadas, quem sabe em cores, dessas emocionantes aventuras de Irmãos de Lança.  

Repito: uma publicação de grande significado. Um grande gibi.